Lutador de jiu-jitsu mata homem em Jundiaí

Um lutador de jiu-jitsu matou, na noite de segunda-feira (18), no Jardim Santa Gertrudes, em Jundiaí, o morador do bairro, Valdecir dos Santos, de 43 anos, por meio de golpes na cabeça, pescoço e coluna cervical. Depois de praticar o homicídio, ele foi até a casa da ex-mulher e tentou arrombar a porta, quebrou vidraça da janela e a ameaçou de morte, se não deixasse ver os dois filhos do casal – que não via devido Medida de Protetiva da Justiça. Pouco tempo depois policiais militares conseguiram prendê-lo.

Tudo começou quando amigos se reuniram na residência de Valdecir dos Santos e começaram a consumir drogas.

Em determinado momento, segundo relato do autor ao delegado Tiago Vieira Oliveira, Valdecir teria cutucado ele com uma barra de ferro.

Irritado, retirou a barra das mãos da vítima e a imobilizou, dando golpes contra Valdecir, para que “não fizesse mais isso com ninguém”.

O grupo de pessoas que estava no local não fez nada para impedir as agressões, segundo o autor ao delegado.

Depois de deixar a vítima desacordada, resolveu ir para a casa da ex-mulher.

Os amigos acionaram o 192 do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que mandou uma viatura de Unidade de Suporte Avançado (USA) com Unidade de Terapia Intensiva (UTI) a bordo.

O médico do SAMU constatou o óbito a caminho do Hospital São Vicente de Paulo.

A família de Valdecir relatou a policiais militares que o autor do crime já havia brigado com ele há cerca de 20 dias, inclusive com garrafas quebradas.

Falaram que a vítima Valdecir era uma pessoa boa, não fazia mal a ninguém e tentava ajudar pessoas drogadas a deixarem o vício. Os familiares autorizaram a doação de córneas da vítima.

Ex-mulher

A ex-mulher também ligou para o telefone 190 pedindo socorro contra o ex-marido. Ela relatou que tinha Medida Protetiva e ele tentou invadir sua casa para ver os filhos. Ela ficou com muito medo e ligou para a Polícia, porque ele tentava arrombar a porta. Também fez ameaças de morte contra ela.

Diante de todos os fatos o delegado determinou o encaminhamento do autor, de 28 anos, para a Cadeia de Campo Limpo Paulista, onde vai aguardar decisão da Justiça.

O autor do crime participou de vários campeonatos de lutas na cidade e no País.

 

 

 

%d blogueiros gostam disto: