Aumento dos combustíveis terá reflexo nas tarifas dos ônibus

A decisão da Petrobras em aplicar reajustes diários nos preços dos combustíveis terá reflexos nas tarifas dos ônibus em todas as cidades do País. Em menos de uma semana o óleo diesel chegou a ter aumentos em torno de 10%.

Em Jundiaí as empresas que integram o Sistema Integrado de Transporte Urbano (SITU) já protocolaram na Prefeitura o pedido de correção e aguardam uma posição do gestor em Transportes,  Silvestre Eduardo Rocha Ribeiro.

A Prefeitura de Jundiaí vem mantendo um subsídio (pagando uma diferença para os usuários) da passagem, mas com defasagem.

O gestor de Finanças, José Antônio Parimoschi, informou desde o início do mandato do prefeito Luiz Fernando Machado que a administração passada, do ex-prefeito Pedro Bigardi, não deixou dotação orçamentária para cobrir todas as despesas com transporte coletivo neste ano.

A atual gestão sabe que não terá condições de continuar segurando o preço da tarifa. com os constantes reajustes nos preços dos combustíveis.

Para os motoristas a situação também está ficando complicada. A média do litro da gasolina na cidade é de R$ 3,85. Em Itatiba já há postos cobrando o litro a R$ 4,00.