5º DP esclarece homicídio do Eloy Chaves

Os investigadores do 5º Distrito Policial de Jundiaí esclareceram o homicídio contra Gustavo Daniel Domingos (foto), de 35 anos, morto na manhã de quarta-feira (20), na rua Professor Oscar Guelli, no bairro do Eloy Chaves. A motivação do crime teria sido ciúmes.

O autor do crime que teve pedido de prisão temporária requerida teria 37 anos, e está foragido.

O acusado estaria apaixonado pela namorada da vítima, inclusive indo na mesma igreja evangélica da moça. Ele teria encomendado o crime, de acordo com as primeiras informações.

O chefe dos policiais do 5º DP, o investigador Roberto, disse que houve um esforço geral da equipe do delegado Osvaldo Roberto Cândido para dar uma resposta rápida à sociedade, já que inicialmente a cena do crime indicava ato de latrocínio, com ausência da carteira e celular da vítima.

Os investigadores Ivanildo, Aparecido, Fábio, Miriã e Helena trabalharam sem parar desde o comunicado do fato. Eles tiveram apoio do 1º Distrito Policial de Bragança Paulista, que conseguiu apreender a moto usada no crime.

A Polícia Civil chegou até o veículo usado no crime porque de madrugada uma pessoa viu a moto com dois capacetes estacionada de forma estranha ao lado do Terminal de Ônibus do Eloy Chaves, sem ninguém por perto, e anotou a placa, passando para os investigadores.

Nas buscas do veículo foi encontrado o dono, que disse ter vendido a moto.

As investigações apontaram para uma pessoa de Guarulhos, que disse ter devolvido para um homem de Bragança Paulista por causa das multas.

Os policiais de Bragança, com o delegado Sandro Montanari e a equipe do investigador Carlos chegaram na casa em que estava a moto e fizeram a apreensão.

O atual proprietário contou que o acusado queria a morte de Gustavo e oferecia como recompensa a quantia de R$ 1 mil.

As investigações prosseguem. Quem tiver informações pode ligar no 181 do Disque Denúncia.