Morre padrasto agredido pelo enteado

Morreu no Hospital São Vicente de Paulo, em Jundiaí, o aposentado Esli Toledo Piza, de 87 anos, que foi vítima de agressões do enteado, de 35 anos, na noite do dia 18 de janeiro, no Jardim Diana, em Várzea Paulista.

De acordo com denúncia feita ao delegado Josias Guimarães, da Polícia Civil, o autor chegou em casa após consumir drogas e passou a discutir com o padrasto, alegando que estava com dores na perna.

Completamente desorientado o homem passou a chutar o padrasto, derrubando-o no chão e em seguida pisou na cabeça do idoso. A mulher de Esli foi em defesa do marido e disse que chamaria a Polícia.

O filho saiu correndo para a rua. O aposentado foi socorrido por uma ambulância da Prefeitura de Várzea Paulista para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA-24 Horas). Como estava com ferimentos graves na cabeça teve de ser transferido para o Hospital São Vicente de Paulo, onde ficou internado até a noite de domingo (20), quando faleceu.

A equipe do Centro de Comunicações (Cecom) da Polícia Civil foi informada do caso e acionou investigadores da Delegacia de Várzea Paulista, que saíram nas ruas em busca do autor das agressões. Com apoio da Guarda Municipal e da Polícia Militar, foram realizadas rondas no bairro. A equipe dos guardas Medeiros e Julião, da Guarda de Várzea conseguiu localizar o acusado, que imediatamente foi preso e confessou as agressões.

O autor do crime foi conduzido até a Delegacia, onde o delegado Josias Guimarães determinou o encaminhamento do preso para o Centro de Triagem da cidade de Campo Limpo Paulista, onde deverá aguardar decisão da Justiça.

O homem já matou a esposa no bairro da Agapeama, em Jundiaí, a pedradas em 2014.

%d blogueiros gostam disto: