Empresa investirá R$ 150 milhões em novo data center em Jundiaí

A Ascenty, maior empresa em infraestrutura de Data Centers do Brasil, construirá um segundo data center em Jundiaí com investimento de R$ 150 milhões somente na primeira fase do projeto, que deverá ser concluída em junho de 2019. A informação foi passada por dois executivos da empresa durante encontro com o prefeito Luiz Fernando Machado, na manhã desta quinta-feira (03).

Segundo o diretor financeiro da Ascenty, Gilson Roberto Granzier, o investimento no novo datar center, que será construído em uma área de 8 mil metros quadrados, visa atender ao crescimento da demanda, já que a empresa tem entre os seus clientes as maiores empresas de tecnologia do mundo. “Jundiaí nos oferece uma excelente infraestrutura e, por isso, estamos certos de que fizemos a escolha certa desde que resolvemos nos instalar no Município”, comentou.

O diretor institucional e de marketing, Roberto Rio Branco, ressaltou que a empresa tem entre suas estratégias atuar em cidades com ambientes favoráveis aos negócios proporcionado por uma gestão pública eficiente. “Ficamos muito felizes com o convite para esta reunião porque essa aproximação com o setor privado mostra o interesse da Administração em pensar a longo prazo no que se refere ao desenvolvimento da cidade”, afirmou.

Na ocasião, o prefeito reforçou que trabalhar para aumentar a competividade do Município é uma das metas prioritárias de sua gestão, para gerar emprego e renda à população. “Estamos focados em uma agenda Jundiaí 2030, identificando tudo o que precisamos fazer para que a cidade siga como um dos melhores lugares do País para investir. Trata-se de uma política de Estado e não de Governo”, pontuou Luiz Fernando.

Também participaram do encontro os gestores José Antonio Parimoschi (Governo e Finanças) e Messias Mercadante (Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia), os diretores Júlio Cesar Durante (Comércio e Serviços), Gilson Pichioli (Indústria) e Célia Castro (Fundo Social de Solidariedade), além dos assessores de cooperação internacional Carmelo Paoletti Neto e Lígia Eboli.