Justiça autoriza a volta das cancelas nos pedágios

O Tribunal de Justiça do Estado concedeu liminar para a Associação Brasileira de Concessionárias para autorizar a volta das cancelas nos pedágios. Uma lei da Assembleia Legislativa do Estado determinava o fim das cancelas por considerar que os equipamentos eram perigosos para os motoristas que avançam os bloqueios.

A Associação das Concessionárias alegou que o perigo maior é para os funcionários que trabalham nos pedágios, para os policiais rodoviários e trabalhadores que fazem manutenções nessas áreas. Além de contribuir para outros acidentes, como excesso de velocidade, já que o limite é de 40 Km/h.

A Associação também informou que a lei é inconstitucional, por limitar serviços operacionais em áreas administradas por concessionárias. O Tribunal de Justiça autorizou a volta imediata dos equipamentos nos pedágios.