Jundiaí tem ato contra o aborto

Um ato público em defesa da vida desde a sua existência conceptiva foi realizado hoje pela manhã em Jundiaí, na praça do Fórum da cidade, reunindo mais de 600 pessoas. Chamado de “Eu Abraço a Vida”, o ato contou com a participação de representes das igrejas católicas e evangélicas, cristãos de diversas denominações, além de autoridades e representantes de entidades sociais da cidade. O ponto alto da manifestação foi o momento em que todos os participantes, de mãos dadas, circundaram o prédio do Fórum, dando um “abraço” neste símbolo do poder Judiciário. Diante da possibilidade de o Supremo Tribunal Federal (STF) julgar o pedido de descriminalização do aborto até a 12ª semana de gestação, o ato público “Eu abraço a Vida” tem o objetivo de sensibilizar a opinião pública e os responsáveis pelas decisões que envolvem a descriminalização do aborto.

Com o apoio do Bispo Diocesano de Jundiaí, Dom Vicente Costa – representado no evento pelo Padre Leandro Megeto-, e do Conselho de Pastores de Jundiaí, representado pelo pastor Marion, a manifestação pacífica contou com ações de esclarecimento e de orientação a respeito dos impactos do aborto para a vida da mulher e da sociedade como um todo. Padre Leandro falou sobre a realidade espiritual do aborto e o pastor Marion destacou a posição das igrejas cristãs a respeito dessa realidade. Do ponto de vista científico, dr. Eurico Malagodi, médico Ginecologista e Obstetra, ressaltou os aspectos que comprovam a existência de vida desde a concepção e Maria Cristina Castilho, presidente da Associação Maria de Magdala, falou sobre as consequências do aborto na vida da mulher.

Também foram anunciadas nove ações concretas em defesa da vida em sua existência conceptiva, envolvendo as esferas religiosa, social e política. “O ato público tem grande importância, mas, é preciso dar continuidade e gerar novas oportunidades de reflexão e esclarecimentos sobre o assunto”, afirma Douglas Medeiros vereador da cidade e presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Família, que liderou a organização do ato público. Na esfera política, o vereador anunciou o encaminhamento de Moção de Repúdio ao Aborto para o STF a partir dos cadastros colhidos junto aos participantes do evento. “Esse Abraço à Vida será realizado também nas outras dez cidades que fazem parte da Diocese de Jundiaí e os cadastros que forem colhidos nessas outras localidades também farão parte dessa Moção de Repúdio ao Aborto”, afirma Medeiros.

Na esfera social, foi anunciada a criação de um Núcleo de Estudos em Defesa da Vida e a iniciativa da Associação Maria de Magdala de passar a oferecer atendimento ativo e receptivo a mulheres que estejam pensando em abortar e/ou tenham dúvidas a respeito. No aspecto religioso, toda primeira quinta-feira de cada mês, entre 19:30 e 20:00 a Comunidade Dominus Salus conduzirá a Adoração pela Vida, na Igreja do Rosário, Salus e aberta a todos que desejarem participar. As igrejas evangélicas da cidade também realizarão um Culto pela Vida, conforme programação a ser definida. Ficou estabelecida também a agenda de encontro bimestral entre o Bispo Diocesano, padres e o Conselho de Pastores de Jundiaí para tratar de novas ações em defesa da vida.

 

Texto: Cíntia Passarin Beduti 

Vídeo: Motoboy Xororó

MULHER

Jundiaí tem manifestação contra liberação do abortoA Praça do Fórum de Jundiaí recebeu, na manhã deste domingo (16) um grupo de pessoas que protestaram contra a possibilidade da Justiça liberar o aborto, por meio do Supremo Tribunal Federal (STF). O motoboy Xororó enviou vídeo do evento

Posted by Jornal da Região on Sunday, September 16, 2018