Prefeitura de Várzea cobra soluções após morte de peixes

A Prefeitura de Várzea Paulista atuou na última sexta-feira (28), para a apuração de um problema identificado no tanque de pesca do Clube de Campo Várzea Paulista (Periquito), que apresentou uma quantidade considerável de peixes mortos. Após denúncia recebida pela GCM (Guarda Civil Municipal), na manhã da data, a Unidade Gestora Municipal de Meio Ambiente foi acionada e, prontamente, contatou a Sabesp, concessionária responsável pelo abastecimento de água da cidade, e a Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), para uma vistoria. Foram coletadas diversas amostras para análises.

Segundo a análise preliminar, a água foi contaminada por algum afluente que reduziu consideravelmente o oxigênio da água. Procurada, a Sabesp se limitou a informar que suas equipes estiveram no local na sexta-feira e não encontraram sinais de vazamento de esgoto atingindo a lagoa. A concessionária também informa que o abastecimento de água não sofrerá interrupção, na cidade. Os testes terão as respostas informadas nos próximos dias. A Unidade Gestora de Meio Ambiente está realizando vistorias diárias no local.

O “Jornal da Região” recebeu denúncia de vários leitores. A Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) foi acionada. Segundo os frequentadores o mau cheiro tomou conta do local, como se houvesse despejo de esgoto.

Os frequentadores querem punição aos responsáveis pelo crime ambiental.

%d blogueiros gostam disto: