Dória anuncia em Jundiaí que vai ampliar proteção às mulheres

Proteção às mulheres e aos direitos das mulheres serão marcas do Governo João Doria. O candidato do PSDB ao Governo do Estado detalhou durante evento em Jundiaí como irá trabalhar desde o início de sua gestão para impedir a violência contra as mulheres e garantir a elas o direito de igualdade no trabalho e em sua condição de vida.

“Nós vamos aumentar a rede de proteção à mulher no Estado. São Paulo já tem 133 delegacias da mulher, nós vamos instalar mais 40 delegacias e teremos pelo menos uma em cada região aberta 24 horas por dia”, afirmou.

Além disso, Doria lançará já em janeiro de 2019 o “Aplicativo da Mulher”. “Gratuito, este aplicativo permite que, em um botão de pânico, você acione em poucos segundos a Polícia Civil ou a Polícia Militar em caso de qualquer ameaça e de risco à sua vida”, afirmou. Quando acionado o botão pelo aplicativo do celular, a viatura mais próxima da polícia irá de encontro a essas mulheres cadastradas, evitando casos de violência.

O candidato também disse que vai trabalhar para a obediência aos direitos da mulher. “Aos direitos de igualdade no trabalho, na sua condição de vida e, principalmente, na sua proteção”, completou. Ele assegurou, por exemplo, a presença de mulheres em seu secretariado. “As empresas que eu criei, foram sete empresas, que hoje estão sob comando dos meus filhos, sabe qual a presença das mulheres nelas? 72%. Nós temos oito vice-presidentes, seis são mulheres”, contou aos presentes.

Creches
Outro tema discutido durante o encontro foi educação. João Doria disse que irá apoiar os municípios na criação de vagas em creches. “Nós vamos lançar em janeiro o programa Nossa Creche para apoiar as prefeituras. Educação infantil é de competência das prefeituras, mas o Governo do Estado não pode ficar omisso, ele tem que ajudar e contribuir. E pode fazer isso construindo mais creches e permitindo que os municípios administrem, através de organizações sociais, estes espaços para crianças de 0 a 3 anos.”