Jornalista é encontrada morta

A jornalista Graziela Savy, de 47 anos, que estava desaparecida, foi encontrada morta em sua casa, em Várzea Paulista, na rua Prudente de Moraes, na Vila Santa Terezinha. Familiares chegaram a acionar a Polícia Civil da cidade, para realizar buscas, porque não dava notícias desde terça-feira, dia 2.

Graziela morava sozinha e trabalhou no Jornal da Cidade e vários jornais de bairro na região de Jundiaí. Também atuou como corretora de imóveis, no Sindicato dos Bancários de Jundiaí e Região e na Câmara Municipal de Várzea Paulista.

Segundo a Polícia Civil os próprios familiares foram na residência dela com um chaveiro e a encontraram morta, na cama. Não havia sinais de violência.

Graziela tomava medicamentos para a pressão alta.

O delegado Tiago Vieira Oliveira requisitou a presença da Polícia Científica ao local e realização de exames no Instituto Médico Legal (IML), para liberação do corpo para sepultamento.