Moradores do bairro Mursa realizam plantio voluntário na Serra

Fazer a diferença muitas fezes começa com um ato simples que, com o passar do tempo, vai se tornando grandioso. Assim aconteceu com o trio de amigos José Carlos Bissoli, Carlos Eduardo dos Santos e o comerciante João Gandolfo, que há cerca de 10 anos começaram a “alimentar” a Serra do Mursa, com dezenas de espécies de árvores nativas com o objetivo de preservar a fauna e a flora local.

A ideia começou quando José Carlos Bissoli, depois de aposentado, se mudou para Várzea Paulista, no bairro do Mursa, “Eu não queria ficar parado e fui buscando uma atividade. Eu queria fazer algo que eu gostasse e que ajudasse a natureza. Meus amigos se juntaram a mim e assim nasceu essa proposta” revelou Bissoli, que completa, “Tudo foi surgindo nas rodas de conversas no comércio do João Gandolfo, uma pessoa ilustre aqui no bairro, aqui existe uma união muito forte”.

Uma década depois a intenção dos amigos ainda é a mesma. Mas, os frutos são imensamente maiores. “Nós juntamos as mudas e sementes e uma ou duas vezes por ano subimos a serra do Mursa e as plantamos lá.”. Entre as variedades de árvores nativas, as frutíferas se destacam, são jabuticabeiras, pitangueiras, amoreiras, ameixeiras e muitas outras.

O objetivo é alimentar as aves da serra e assim evitar que elas tenham que vir para o centro urbano para fazer isso, “Na cidade elas podem, se machucar, pousar em fios elétricos, serem presas ou comer algo que não é bom. Lá na serra, com as árvores frutíferas elas tem tudo o que precisam para viver bem alie se reproduzirem dentro da mata” destaca Bissoli. Tem até pimenta cumari disponível no menu dos animaizinhos alados.

E a parceria fica cada dia mais forte, “É uma realização muito grande contribuir com a natureza. Enquanto muitos destroem, eu posso dizer nosso grupo ajuda a melhorar. E fazer isso com os meus amigos é melhor ainda ”, encerra Bissoli.