Bandidos clonam linha fixa para aplicar golpe

Nos últimos dias a Polícia Civil tem registrado queixas de clientes de bancos e de operadoras de cartões de crédito reclamando que suas linhas de telefone fixo foram “clonadas” e bandidos tiveram acesso a dados pessoais. Foram vários casos relatados em Jundiaí, Vinhedo, Cajamar e Santana de Parnaíba.

Um morador de Cajamar, que tem conta em banco no Fazendinha, em Santana, teve prejuízo de R$ 5 mil com a clonagem. Ele prestou queixa para o agente Xororó, no 7º Distrito Policial de Jundiaí.

Uma outra moradora de Jundiaí recebeu ligação no telefone fixo de um suposto funcionário da Visa, informando que foi feito bloqueio de compra no seu cartão de crédito e deveria ligar no telefone fixo atrás do cartão para pedir o bloqueio do mesmo. Assim que passou os dados pelo telefone para o atendente começaram a cair compras em sua conta.

Em Vinhedo, a dona de um salão relata que também recebeu ligação em seu telefone fixo e o homem dizia que houve tentativa de compra em seu cartão Visa de R$ 5 mil e a operadora cancelou a compra. Porém, deveria ligar no telefone atrás do cartão para cancelar o mesmo. Como não conseguia ver direito os números pequenos atrás do cartão, a mulher ligou para o banco Santander e um falso funcionário que atendeu do outro lado, confirmando o bloqueio da compra e que deveria ligar na operadora Visa para cancelar o cartão, passando os números do cartão. Desconfiada, ela foi até o banco e descobriu que vários moradores de Vinhedo caíram nesse golpe.

Cartão clonado

Uma aposentada de Jundiaí, por sua vez, foi até um Bingo da Capital e pagou serviços de bar. Ao retornar para a cidade descobriu que foram realizados vários débitos, totalizando R$ 20 mil, com o seu cartão sendo clonado.

A Polícia Civil alerta os clientes a usarem apenas os canais oficiais e de preferência o celular. O caso será investigado junto à Vivo, para verificar o que vem ocorrendo.