Itupeva reforça combate à Dengue

A Prefeitura de Itupeva, por meio da Vigilância de Zoonoses (UVZ) segue realizando vistorias, a fim de combater a presença do mosquito Aedes aegypt, transmissor da Dengue. No último sábado (6), a UVZ promoveu mais um mutirão na cidade, percorrendo os seguintes bairros: Morro Alto e Bonfim, além do condomínio residencial, Alto da Boa Vista.
De acordo com a gerente da UVZ, Gilmara Breda, a vistoria minuciosa incluiu abordagem aos moradores e questionários detalhando possíveis sintomas da doença. “Além disso, também perguntamos aos moradores se estiveram fora do município de Itupeva ultimamente. Tal procedimento se faz necessário, com objetivo de controlar possíveis casos da Dengue”, diz.

Balanço
A respeito do último sábado (6), Gilmara informou que foram vistoriadas 66 residências nos bairros citados acima. “A quantidade não foi maior, pois em algumas residências nossos agentes não tiveram acesso”, explica.

A gerente da UVZ detalha que, em algumas casas foram encontradas larvas em piscinas e recipientes. “Por este motivo, pedimos que a população faça a sua parte”, afirma.

Números
Até o momento são 11 casos positivos da doença em Itupeva. “O trabalho é focado para evitarmos futuros casos. Afinal, trata-se de um trabalho em conjunto e cada um fazendo sua parte será possível combater o mosquito”, afirma Gilmara, ressaltando que os 11 casos positivos estão em processo de investigação, com a possibilidade de serem importados. Além disso, os pacientes receberam visitas da Vigilância Epidemiológica, da UVZ e estão em tratamento.

Próximo Mutirão
A UVZ já definiu as duas próximas ações na cidade, que terão abrangência no bairro Vila São João. “Os dois mutirões ocorrerão nos dias 13 e 27 de abril, das 8 às 15 horas”, reforça Gilmara.

Orientação
A UVZ reforça que o único meio de prevenção é a eliminação dos focos de criadouros do mosquito Aedes aegypt. “A população precisa verificar possíveis focos em vasos de flores e plantas, pneus, garrafas, bandeja de geladeira, ar-condicionado, entre outros”, detalha Gilmara.

Além disso, a secretária de Saúde, Lúcia Checchinato, também enfatiza a parceria com a população. “Por isso, é importante que os moradores verifiquem os próprios quintais, a fim de eliminar a possível existência de água parada”, comenta.

Denúncias
O setor da UVZ recebe denúncias pelo telefone 156 da Ouvidoria Municipal. “Em casos de identificações de focos de criadouros do mosquito, o proprietário será notificado”, encerra Gilmara.