Oficinas e palestras incentivam preservação do patrimônio

Além dos eventos da agenda cultural com atrações temáticas gratuitas, o Mês do Patrimônio Histórico e Cultural 2019 traz em sua programação oficinas e palestras gratuitas abertas para o público geral, com participação por ordem de inscrição online gratuita. A abertura da programação deste ano começou nesta quinta-feira (01), com um show especial no Teatro Polytheama com atrações culturais e com a cantora Luciana Mello, e segue ao longo do mês de agosto.

Neste sábado (03), às 14h, no Centro de Memória de Jundiaí, no Complexo Fepasa, será realizada a Oficina de Higienização de Acervos Bibliográficos ministrada pelas especialistas Kathlin Morais e Maria Luiza Emi Nagai, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP. A oficina destina-se ao treinamento introdutório às técnicas básicas de preservação e conservação de material bibliográficos, como manuseio correto e limpeza. Cada participante deve levar um livro velho para praticar.

Já na segunda-feira (05), o Centro de Memória recebe, às 19h, a Oficina de Leitura de Manuscritos, também ministrada por Kathlin Morais. Os participantes entrarão em contato com as primeiras técnicas para leitura de manuscritos do século 17 e deverão levar caneta, borracha e lápis.

No sábado (10), às 10h, na Sala B1 do Complexo Fepasa, será oferecida a oficina Documento de Família, ministrada pela profissional arquivista Maria Fernandes Mendes e Freitas. Durante a oficina, realizada pela Fundação Energia e Saneamento, serão dadas orientações da área arquivista e conservação sobre como preservar, da forma mais adequada, fotos e documentos antigos de família.

De palestra está programada, no sábado (17), às 10h, no Museu Histórico e Cultural – Solar do Barão, Centro de Memória, um espaço de todos, ministrada por Elisabete Ribas. A palestra é um convite à reflexão coletiva sobre as potencialidades dos Centros de Memória como espaços para a guarda de bens materiais e imateriais, acesso a especialistas, curiosos, professores e famílias.

Já na segunda-feira (26), às 19h, será realizada no Centro Jundiaiense de Cultura (Jorosil) a palestra As mulheres nas Cartas de Datas de Jundiaí de 1657, ministrada por Kathlin Morais, com o intuito de desmistificar o papel da mulher no século 17, demonstrando a existência de manuscritos com pedidos feitos por mulheres e o seu lugar na sociedade na administração e cuidados com os bens da família.

Em parceria com a Fatec, será também realizada a 7ª edição do Simpósio sobre Patrimônio Material e Imaterial. A programação será realizada no Complexo Fepasa em parceria com a Fatec entre a quinta (22) e o sábado (24).

A programação completa e os links para inscrição podem ser consultados no site do Mês do Patrimônio Histórico.