Obras da EMEB Candelário entram na fase de fundação

Os 4,7 mil metros quadrados do novo prédio que atenderá a EMEB Professor Joaquim Candelário de Freitas, na Vila Hortolândia, estão em construção, com a instalação das fundações para a montagem das peças pré-moldadas em três andares. A obra recebeu a visita do Prefeito Luiz Fernando Machado e equipe de técnicos da Unidade de Gestão de Infraestrutura e Serviços Públicos (UGISP), nesta terça-feira (20).

O prédio tem investimento estimado em R$ 10,5 milhões, sendo parcela em contrapartidas de empreendimentos imobiliários além do programa ‘Avança Jundiaí’. A meta da administração é entregar a unidade em meados de 2020, com infraestrutura moderna, espaços para estacionamento de veículos de transporte escolar, integração com praça e jardinagem que valoriza a paisagem do local aos 800 alunos que estudarão no local.

“Em 2018, o antigo prédio da EMEB Candelário não suportou a intensidade das chuvas e teve o muro derrubado e várias trincas em banheiros e até em salas de aula. A construção de uma nova escola, que será mais uma unidade Escola Inovadora, foi uma decisão tomada em conjunto com a comunidade escolar. Agora, com as obras já em andamento em sistema moderno, rápido e eficiente, visitamos o canteiro e constatamos a agilidade na instalação da fundação, que prepara o espaço para a montagem dos três andares, quadra coberta, 14 salas de aula, biblioteca, laboratório e demais espaços administrativos, projetados totalmente acessíveis, para a oferta de ensino de qualidade e estrutura de confortável aos estudantes”, comenta o Prefeito Luiz Fernando Machado.

Durante a visita, o gestor-adjunto de Obras de Infraestrutura da Unidade de Gestão de Infraestrutura e Serviços Públicos (UGISP) Ademir Pedro Victor, detalhou como serão as etapas construtivas da unidade. “Esta primeira etapa contempla a construção do prédio até o telhado. A segunda contará com a instalação elétrica e hidráulica, além do acabamento. A terceira e última, que é de responsabilidade da administração, será a finalização do prédio, com a pintura, colocação de piso, paisagismo e calçamento externo. O espaço contará com área de estacionamento de veículos de transporte escolar e baia para o transporte coletivo, em áreas distintas facilitando o acesso dos estudantes. Já a quadra, terá uma entrada exclusiva, independente dos demais espaços do prédio”, detalha.

A escola será integrada à praça localizada ao lado e contará com dispositivos sustentáveis, como iluminação em LED, preparação para recepção de energia eletrovoltaica, aquecimento solar (água) e reuso de água para limpeza de área externa.

De acordo com a gestora da Unidade de Gestão de Educação (UGE), Vasti Ferrari Marques, o projeto foi concebido com a participação dos estudantes da unidade de ensino, que fizeram sugestões sobre o que gostariam de ter na escola. Esse processo construtivo e integrado de participação faz parte das iniciativas da Cidade das Crianças, que Jundiaí está inserida.