Hackweekend apresenta vencedores amanhã

Cerca de 50 estudantes de cursos relacionados com informática ou esportes participam, neste final de semana, do primeiro Hackweekend, promovido organizado pela Unidade de Gestão de Esporte e Lazer e Unidade de Gestão de c. Com os desafios a ser resolvidos com o auxílio da tecnologia apresentados na noite de sexta-feira (27), os inscritos deram início à construção dos aplicativos ou programas neste sábado (28), para a apresentação no final da tarde de domingo (29).

Tendo a captação e a análise de dados como os principais destaques na proposta de aplicações direcionadas para atividades em complexos esportivos, de rua e cuidado em saúde, a expectativa é que os inscritos apresentarem protótipos de soluções para as necessidades que poderão servir de base para o serviço público. “Jundiaí é a sétima economia do Estado e a cidade que mais investe em saúde do País. Alinhar a tecnologia com o desenvolvimento esportivo estimula, ainda mais, para uma vida ativa e saudável”, argumenta o gestor da UGEL, Luz Trientini.

Para o diretor da Escola Superior de Educação Física (ESEF), Davi Poit, a realização do Hackweekend coloca Jundiaí em destaque. “Não somos apenas a Terra da Uva. Podemos chegar ao posto de Novo Vale do Silício”, analisa.

O gestor de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Messias Mercadante de Castro, lembra das profissões do futuro e do novo mercado que se desenha. “O empreendedorismo é um caminho para os jovens e a tecnologia proporciona as ferramentas para crescer. Daqui poderão surgir futuros empreendedores”, explica o gestor, ressaltando que os três grupos primeiros colocados terão direito a prêmios wearables (relógios, acelerômetros e monitores cardíacos), livros de empreendedorismo e inovação, além de medalhas e a incubação na Incubadora Tecnológica de Jundiaí.Nícolas Guimarães e o colega

Felipe Augusto Barros gostaram dos desafios propostos. “Conversamos sobre o que iremos desenvolver para fazer uma boa apresentação. Os assuntos são interessantes”, apontam os estudantes da Unip, do curso de Ciência da Computação.

 

Palestra

Ainda na sexta-feira (27), os inscritos puderam acompanhar uma palestra de Eduardo Tega, mestre gestão de esporte. “O futuro será de realidade virtual, aplicações que facilitarão a nossa vida e a tomada de decisões. É preciso não ter medo da inovação “, explicou durante a apresentação, apontando que boa parte das profissões conhecidas atualmente deixarão de existir nos próximos 20 anos.