Faltas injustificadas prejudicam atendimento médico em Várzea Paulista

As faltas injustificadas nos atendimentos médicos de Várzea Paulista são muito prejudiciais, tanto aos pacientes, quanto à prestação do serviço público. Das 9.079 consultas agendadas nas Unidades Básicas de Saúde de Várzea Paulista no mês de agosto, 2.036 pessoas não compareceram, o que representou uma taxa de falta de 22,42%.

Entre as especialidades médicas, o maior número de faltas ocorreu na pediatria (26,45%), seguido de ginecologia (25,93%) e clínico geral (18,25%). Quando os dados são analisados por UBS, a situação fica mais preocupante.

De acordo com o gestor de Saúde, José Roberto Spinucci, a alta taxa de pacientes faltosos é uma grande preocupação do serviço público. “Nas UBSs em que há fila de espera, cada pessoa que falta, representa um paciente que ficou sem atendimento”, ressalta.

O gestor informa que a situação já foi discutida com o Conselho Municipal de Saúde. “Nossas equipes entram em contato via telefone, agentes comunitários de saúde também visitam os pacientes lembrando a data ou deixando informativos na caixa do correio”, informa. “Precisamos que a população se sensibilize para a situação, e caso não possa comparecer, entre em contato com o serviço de saúde desmarcando a consulta”, alerta José Roberto.

 

Agendamentos de especialidades e externo

Os agendamentos de especialidades realizados no Poupatempo da Saúde também possuem uma taxa significativa de desistência. Em agosto deste ano, dos 674 pacientes agendados, 178 faltaram, gerando uma taxa de abstinência de 26,41%.

Entre os agendamentos realizados no AME Jundiaí e Hospital Regional as faltas são menores, mas ainda assim, atrasam a fila de espera pelos atendimentos.

Spinucci ressalta que os pacientes que não apresentarem justificativa para suas faltas, voltarão para o fim da fila de espera. “As faltas representam um prejuízo financeiro e de pessoal para o município. Nosso objetivo é que os pacientes avisem com antecedência, caso não possam comparecer a consulta”, conclui.

Para informar a ausência, o morador deve ligar na Unidade Básica de Saúde ou no serviço em que realizou o agendamento, informando nome, dia e horário da consulta.

%d blogueiros gostam disto: