Conduta dos pais inspira projeto de ‘educação no trânsito’

Cerca de 120 alunos, com idade entre cinco e seis anos, da EMEB Ana Pontes Chagas, no Jardim América, em Jundiaí, estão aprendendo e praticando educação no trânsito, além de ensinar os pais a respeitar a sinalização e os locais certos para parar os carros. A iniciativa surgiu da observação da direção do colégio quanto aos hábitos dos responsáveis pelas crianças em frente e nas proximidades da escola.

O tema “trânsito” passou a ser abordado como uma disciplina na EMEB, com os meninos e meninas fazendo cartazes com mensagens de respeito à legislação e ouvindo a forma correta de se portar na condução dos veículos. A direção da unidade escolar ganhou então o apoio de agentes de trânsito e da Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte de Jundiaí. Pequenas placas sustentadas por varetas (como se fossem placas de sinalização viária) e adesivos reforçando a necessidade do respeito no trânsito foram distribuídos aos alunos e a ação virou uma atividade educativa e divertida.

“Víamos alguns pais parando os carros nas faixas destinadas às peruas escolares, em outros locais proibidos e em cima da faixa de pedestres. Com esta iniciativa, a garotada está reforçando a conscientização dos pais para que eles sejam motoristas melhores”, disse a diretora da EMEB, Raquel Toledo Munhoz Amaro. “Gostei muito de aprender sobre educação de trânsito. Também adoro desenhar”, informou a aluna Helena Vieira Ruiz, de cinco anos.

Outro estudante, João Marcos de Souza, de seis anos, admitiu que nunca alertou seus pais sobre infrações que eles tenham cometido. “Mas já avisei meu tio quando ele, certa vez, passou num sinal vermelho. Ele disse que não, mas eu vi que passou sim”, contou o garoto.Todas as 300 crianças da escola de uma certa forma se envolveram no projeto. Nesta semana, após o término das aulas, eles fizeram duas filas perto do portão da EMEB formando um corredor, para que, quando os adultos entrassem para buscá-los, ouvissem a frase “Respeite a lei de trânsito” repetidas vezes. Alguns dos desenhos feitos pelos estudantes foram fixados em cavaletes e na parte externa dos muros da escola, justamente para que fossem vistos pelos pais que entram na unidade escolar.

 

Lição aprendida

Vários responsáveis ficaram felizes com a “lição” passada pelos filhos. “É uma importante iniciativa para a garotada e para os adultos. Se nossos filhos aprendem atitudes corretas desde cedo, podem nos corrigir quando estacionamos na faixa destinada às peruas, por exemplo”, encerrou Juliana Stefanim Vieira Romano, mãe de uma aluna da EMEB Ana Pontes Chagas.