Testemunhas não se apresentam na Delegacia

O delegado da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí, Josias Guimarães, informa que infelizmente – até agora – nenhuma testemunha compareceu para afirmar que viu os soldados da Polícia Militar levando o jovem Carlos Eduardo dos Santos Nascimento, de 20 anos, em uma viatura, no Jardim São Camilo, no final do ano.

O delegado disse que a Corregedoria da Polícia Militar também está investigado o caso.

O Ministério Público pediu esclarecimentos sobre as investigações e todas as pessoas ouvidas no inquérito e a Secretaria de Segurança Pública do Estado quer informações concretas. Até agora só existem hipóteses, mas sem testemunha formalizada na Delegacia.

Os policiais da DIG foram até o bar onde o jovem estava. Conversaram com várias pessoas. Mas ninguém se apresentou no distrito policial, para confirmar as informações que circulam no bairro.

O delegado Josias disse que quem estava no bar pode comparecer na Avenida Francisco Pereira de Castro, 878 – Anhangabaú e procurar pela equipe dele.ç

“Nós vamos garantir sigilo absoluto da identidade, com garantias do Ministério Público e do juiz da Vara Criminal. Nós queremos esclarecer esse caso o mais rápido possível. Por isso precisamos das testemunhas. Eu não tenho nenhuma”, disse.

Para dar prosseguimento a testemunha tem que depor relatando todos os detalhes, hora que ocorreu o fato, quem estava presente no bar.

O jovem Carlos Eduardo está desaparecido desde o final do ano. Ele teve passagens criminais por roubo de carro e tráfico de drogas no passado. Quando os pais foram informados de que a viatura abordou ele, a primeira coisa que fizeram foi ir até o Plantão da Avenida Nove de Julho. Mas Carlos Eduardo não chegou lá. A família procurou o 49º Batalhão que não teve informações sobre o que teria ocorrido.

Nos comentários postados por leitores na página do “Jornal da Região”, um rapaz chegou a afirmar que tinha visto o jovem em um baile funk em São Paulo e teria ficado na calçada, embriagado e desacordado. Porém, a Polícia Civil não conseguiu esse vídeo e nem confirmar as informações. A postagem foi apagada.

Quem puder ajudar a esclarecer o caso pode comparecer na DIG, no Anhangabaú.

Nota da Polícia Militar

A Polícia Militar esclarece que a partir de denúncias anônimas, equipes do 49º Batalhão de Jundiaí e da Corregedoria da Polícia Militar, auxiliadas pelo Canil da PM e pelo Corpo de Bombeiros, realizaram buscas na mata próxima ao Bairro Caxambu, em Jundiaí, e no município de Jarinú, respectivamente nos dias 2 e 8 de janeiro, em busca de Carlos Eduardo dos Santos Nascimento. Nada, entretanto, foi localizado. As investigações sobre o caso prosseguem. A viatura supostamente utilizada na abordagem ao jovem foi submetida a exame pericial e os policiais envolvidos na ocorrência permanecem afastados.