Servente é morto com quatro tiros no Varjão

O servente de pedreiro Marcílio Cardoso da Cunha, de 35 anos, foi assassinado na madrugada deste sábado (11), na rua José Coelho Ruiz, no Jardim Novo Horizonte. O morador da Estrada Municipal do Varjão, altura do número 2.500 foi baleado com um tiro nas costas, outro no tórax e dois na cabeça.

Os policiais militares cabo Bartelt e soldado Vasconcelos foram avisados pelo Controle de Operações da Polícia Militar (Compom) do 190 de que havia um homem caído na rua. Ao verificarem a ocorrência encontraram o corpo da vítima com as quatro perfurações de arma de fogo.

O delegado Edson Antônio dos Santos, do Plantão da Polícia Civil, requisitou a presença dos policiais Roberto e Teixeira, da equipe Apolo 1 da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) para apurar os responsáveis pelo crime. Eles vão tentar contatos com comerciantes da região, para saber se possuem gravações da hora do crime, por meio das câmeras existentes na rua.

Os investigadores tentaram com a comunidade obter informações, mas ninguém quis colaborar com a Polícia, talvez temendo represálias. Mas quem quiser pode ligar no telefone 181 do Disque Denúncia. Não precisa se identificar. O número não tem identificador de chamadas, para garantir o anonimato.

O corpo do servente foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para ser necropsiado e liberado para sepultamento.

Esse é o segundo homicídio do ano em Jundiaí. O anterior foi no Jardim das Tulipas, de um homem que faltou do trabalho para ir ao médico e foi encontrado morto em uma viela da Avenida Frederico Ozanan. A DIG vem apurando o caso para tentar descobrir o autor que matou a vítima com golpe de bloco de tijolo na cabeça.