“Não é férias. É hora de se preservar”, diz prefeito de Cabreúva

O prefeito de Cabreúva, Henrique Martin, participou de uma reunião com os prefeitos da região de Jundiaí, para discutir o atendimento médico a possíveis vítimas do Coronavírus no Aglomerado Urbano. Ele defendeu a redução da circulação de pessoas nas ruas e que todos entendam que a quarentena “não é férias. É para ficar em casa e se preservar”.

Henrique Martin também pediu para que as pessoas procurem pelo serviço municipal de Saúde em casos de extrema necessidade ou quando o cidadão estiver apresentando sintomas comuns ao coronavírus, como febre alta, tosse e falta de ar.

“Precisamos reduzir o fluxo de gente nos equipamentos de Saúde da cidade para centrar esforços aos que mais precisam nesse momento”, disse.

O prefeito de Cabreúva disse que adotou várias medidas de restrição à circulação de pessoas, como suspender as aulas. Ele também fez um apelo para as empresas buscarem alternativas, para evitar que o colaborador fique exposto também.

Na reunião os prefeitos decidiram unificar as decisões, compartilhar os números de casos suspeitos, descartados e confirmados, além de requisitar ao Governo do Estado a transformação do Hospital Regional em unidade de atendimento às vítimas do Coronavírus.