Trabalhador informal vai ganhar cesta básica em Itupeva

O prefeito de Itupeva, Marcão Marchi, determinou a criação do programa Itupeva Solidária, que destinará um auxílio cesta básica para trabalhadores autônomos informais, durante a crise causada pelo Coronavírus (Covid-19).

“O objetivo é auxiliar os trabalhadores informais, que são autônomos, e que tiveram suas atividades suspensas. O auxílio é para que possam garantir o alimento para eles e para suas famílias. Sabemos que estamos em um momento delicado no enfrentamento ao Coronavírus, por isso, queremos garantir sustento e amparo para as pessoas mais vulneráveis à crise econômica”, comenta o prefeito Marcão Marchi.

Esse auxílio será destinado para pessoas que tiram seu sustento e de suas casas como profissionais informais: vendedores ambulantes, manicures, cabeleireiras, barbeiro, doceiras, vendedores de lanche, entre outros trabalhadores que não têm renda fixa.

Segundo o projeto, o trabalhador informal precisa ter mais de 18 anos, cumprir critérios de renda familiar, e não pode receber benefícios previdenciários, seguro desemprego, nem participar de programas de transferência de renda do Governo Federal, com exceção do Bolsa Família. Porém, todas as solicitações serão analisadas visando atender todos aqueles que tiveram suas atividades suspensas por conta da pandemia da Covid-19. É necessário residir em Itupeva e ser trabalhador autônomo informal com atividade comprovada no município.

O programa Itupeva Solidária será coordenado pela Secretaria de Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico em conjunto com a Secretaria de Desenvolvimento Social de Itupeva e Ouvidoria.

O cadastro deverá ser realizado de 1 a 8 de abril pelo site da Prefeitura (www.itupeva.sp.gov.br) ou pelo meio da ouvidoria pelos fones: 156, 4591-4259 e 4496-2688.