Retomada a demolição do antigo Hospital Maternidade

Caminhões, tratores e homens passaram a trabalhar novamente na demolição do prédio onde funcionou o Hospital e Maternidade de Jundiaí, na avenida Jundiaí.

O taxista Marcos enviou foto ao “Jornal da Região” do trabalho realizado no local desde o início desta semana.

O Hospital e Maternidade de Jundiaí marcou época. Era privado e tinha como o próprio nome diz, uma das melhores maternidades do interior do Estado. O antigo dono, Ronaldo Moisés, chegou a investir muito na qualificação para atendimento de emergência, nos tempos em que ocorriam acidentes diários no Sistema Anhanguera e Bandeirantes.

Foi graças à sua equipe, que o Maternidade também se tornou referência no País no tratamento de pessoas queimadas e era uma das instituições onde estudantes de Medicina disputavam para conseguir fazer residência.

Mesmo com todas as referências e investimentos, a instituição entrou e crise e fechou, com os cortes de repasses do Estado e do Governo Federal, abaixo dos custos de funcionamento.

O imóvel foi comprado pelos donos do Grupo Sobam.

Chegou a ser estacionamento e nos últimos meses ocorriam várias invasões de saqueadores em busca de fios de cobre e guarnições de alumínios. A Polícia Militar registrava ocorrências com frequência.