ACE Jundiaí alerta para as restrições do comércio

O comércio não essencial retomou as atividades no dia 1 de junho e desde então estão liberados para funcionar no município os segmentos de imobiliárias, concessionárias e revendas de veículos e motocicletas, escritórios, estabelecimentos de rua e shoppings. As restrições, no entanto, continuam e os varejistas e a população devem ficar atentos para não haver retrocesso.

O presidente da Associação Comercial Empresarial (ACE) de Jundiaí, Mark William Ormenese Monteiro, diz que o município precisa avançar para a fase amarela do Plano São Paulo, que permite a liberação de bares, restaurantes e similares assim como salões de beleza e barbearias. Para que isso aconteça, é importante que a população, assim como os varejistas, cumpram os protocolos de saúde exigidos.

Segundo ele, os empreendedores estão colocando em prática as medidas necessárias, como uso de máscaras e álcool gel, além da limitação de entrada de clientes mas é preciso o empenho de todos, inclusive da população, no cumprimento das exigências. “Apoiamos a retomada consciente e por isso esta reabertura dos estabelecimentos deve ser muito disciplinada e responsável. O comerciante precisa entender que se ele não limitar a entrada de clientes ou se não funcionar no horário estipulado, pode prejudicar todos os outros da cidade”, diz. “A população também deve fazer sua parte e ter ciência de suas obrigações dentro e fora das lojas.”

Mark diz que ainda há uma minoria de consumidores que não cumpre o distanciamento mínimo em filas e respeitar esta regra é importante para evitar aglomerações e não prejudicar o funcionamento do comércio na cidade. Segundo ele, o ideal é o consumidor optar por ir sozinho aos centros comerciais e dar preferência para pagar contas pela internet. “Ainda estamos em uma fase crítica da pandemia e a flexibilização está condicionada à ocupação de leitos no município. Por isso todos devem colaborar para evitar o aumento da doença na cidade e, consequentemente, um novo fechamento do comércio.”

Para auxiliar os empreendedores nesta retomada, a ACE disponibilizou cartazes com orientações sanitárias e distribuiu, em estabelecimentos comerciais do Eloy Chaves, Sarapiranga e Vila Hortolândia, cartazes que alertam sobre a obrigatoriedade do uso e permanência de máscaras. Também receberam o material comerciantes do Centro, Ponte São João, Vila Rio Branco, Vianelo, Vila Arens, Vila Rami, da rua Bom Jesus de Pirapora e região da 23 de maio. Quem quiser ainda pode retirar o cartaz, gratuitamente, na sede da Associação (rua Rangel Pestana, 533).

A entidade ainda produziu um vídeo institucional com orientações para comerciantes e consumidores. Um carro de som também circula pelos principais pontos comerciais alertando sobre a necessidade do comprimento dos protocolos de saúde.

%d blogueiros gostam disto: