Pedidos de seguro-desemprego recuam 22,9% na primeira quinzena de junho

Os pedidos de seguro-desemprego, na modalidade trabalhador formal, somaram 351.315 na primeira quinzena de junho deste ano. O número representa uma queda de 22,9% na comparação com o registrado na segunda quinzena de maio (455.911) e um aumento de 35% em relação ao mesmo período do ano passado (260.228).

Do total de requerimentos no período, 250.880 (71,4%) foram realizados pela internet. Os três estados com maior número de pedidos foram São Paulo (109.278), Minas Gerais (37.130) e Rio de Janeiro (28.507).

No acumulado de 2020, foram contabilizados 3.648.762 pedidos. O número é 14,2% maior ao registrado no mesmo período de 2019 (3.194.122).

Atendimento
As Superintendências Regionais do Trabalho do Governo Federal ampliaram os esforços para garantir o atendimento não presencial aos cidadãos durante o período da pandemia da covid-19. Foram disponibilizados canais adicionais de atendimento remoto.

Para dúvidas e esclarecimentos, o empregado pode acionar as superintendências regionais do trabalho por meio de formulário online ou ainda pelos telefones que podem ser verificados na página.

Neste site, há mais informações sobre as estatísticas do seguro-desemprego e é possível acessar boletins mensais, tabelas de séries históricas e notas conceituais.