Aposentado preso por atirar em criança que foi buscar pipa

Um aposentado de 70 anos, morador no Jardim México, em Itatiba, foi preso na tarde de domingo (02) por tentativa de homicídio contra um garoto de 10 anos que foi em frente de sua casa para pegar uma pipa. Ele é acusado de dar um tiro em direção da criança, irritado com soltadores de pipas. Na Delegacia, o aposentado disse que não deu tiro em direção da criança, mas para outro lado.

O garoto contou na Polícia que estava em uma quadra, quando viu várias pipas caindo. Ele pediu uma bicicleta emprestada e foi em direção a uma delas que caiu na fiação. Ele tirou a blusa e começou a puxar a linha, para resgatar a pipa, quando o aposentado saiu de casa e tirou uma arma da cintura, nas costas e deu um tiro.

O menino relatou a soldados da Polícia Militar que saiu correndo e abandonou a bicicleta do amigo no local. Foi até a quadra e contou para amigos, que não acreditaram na história. Daí viu uma viatura da PM e pediu socorro ao policial Peclat.

Logo em seguida os policiais encontraram um adolescente de 16 anos que levava a bicicleta da criança e contou a mesma história, falando que o aposentado o ameaçou de morte se contasse para alguém que carregava uma arma.

Os policiais militares foram até a casa do aposentado e familiares liberaram o acesso, sendo encontradas várias armas e munições.

O aposentado foi preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e tentativa de homicídio, sendo conduzido ao Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista.

Ele passa por audiência de custódia nesta segunda-feira (03) na Justiça de Itatiba. Por ter quadro de saúde delicado, com riscos de Covid-19, o advogado dele vai pedir para que responda o processo em liberdade.

Para policiais, familiares informaram que temiam por algo pior com o armazenamento de armas e munições dentro de casa.

 

Armamento

Na casa do aposentado foram apreendidas cerca de 3 mil munições diversas, de calibre 12, 38, 32, fuzil e mira laser. Também foram levadas para a Delegacia, cartucheiras, revólver e rifle, pertencentes ao aposentado, sendo indiciado também pelo porte ilegal de arma de fogo.

Mulher tem rosto cortado com linha de cerol

“Vídeo não mostra guarda sendo atacado”, diz secretário