Homem é suspeito de ter seduzido Giovanna

As polícias de Jundiaí, Campinas e Porto Alegre, se uniram para ajudar uma família a encontrar a filha, Giovanna Rangel, de 17 anos, que está desaparecida do bairro da Vila Comercial, em Jundiaí, desde o dia 26 de julho.

De acordo com a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí a Delegacia do Aeroporto de Viracopos identificou o embarque da garota em Campinas e em Porto Alegre a chegada dela naquela cidade.

Familiares também fazem uma investigação paralela à da Polícia e descobriram que um homem teria combinado de se encontrar com a jovem. Eles fazem apelo desesperados nas redes sociais, para que a Giovanna volte para casa e dê notícias.

O pai, Sérgio Rangel, publicou um desabafo:

“Filha, saio de Porto Alegre com o coração despedaçado e sangrando por não tê-la encontrado. Quero que saiba que enquanto meu coração bombear, o meu e o seu sangue, jamais desistirei de você, jamais deixarei de buscar você. Fica com Deus onde quer que esteja. Eu, sua mãe e seus irmãos a amamos muito. Um dia esperamos que você caia em si e veja que essa ilusão que estás vivendo não será o que pensas ser melhor. Sempre estaremos à sua procura. Sua casa sempre estará de portas abertas e nossos braços e corações sempre abertos e confortáveis para recebê-la.

Te amo e sempre te amarei e amaremos.
Seu pai e amigo.
Sérgio Ricardo Rangel”.
Outros familiares conseguiram uma foto de suspeito de ter levado a Giovanna. O caso está sendo investigado pelas polícias de Jundiaí, Campinas e Porto Alegre.
Esse homem se identifica nas redes sociais como psicólogo para ajudar pessoas que estão passando por dificuldades e é conhecido por “Gao”.