Vítima de assassinato estava em aniversário

A funcionária pública da Prefeitura de Jundiaí, Margarete Teresa Magrini, de 56 anos, estava em uma festa de aniversário em chácara da Estrada Gino Dártora, no Condomínio Morro Alto, em Jarinu, quando foi atingida por golpes de faca pelo companheiro, Gersi da Silva.

Após o crime ele fugiu em uma Saveiro, vermelha, com placas de Várzea Paulista. Margarete trabalhava no Centro Esportivo da Vila Cristo, em Jundiaí.

De acordo com o relato de familiares ele desferiu dois golpes de faca nela.

Ele havia chegado na chácara vizinha carregando uma caixa de cervejas.

Parentes a socorreram ao Hospital Municipal de Jarinu, onde foi constatado o óbito.

O delegado do Plantão Regional de Polícia Civil, Felipe Carbonari, requisitou a presença da Polícia Científica ao local, mas a arma do crime não foi localizada.

Guardas municipais de Jarinu, de Campo Limpo Paulista e de Várzea Paulista, com apoio da Polícia Militar, iniciaram buscas ao autor do crime, mas ele não tinha sido localizado até o início da noite.

O delegado pediu ainda a realização de exame necroscópico no corpo de Margarete no Instituto Médico Legal (IML) de Jundiaí.





Campinas

A Polícia Militar de Campinas também atendeu um caso de feminicídio neste final de semana, no Jardim Tropical.

A equipe tomou conhecimento dos fatos via solicitação 190, onde foi informado que teria uma vítima esfaqueada pelo companheiro.

Chegando no local o autor já havia se evadido.

Testemunhas informaram que o casal estaria em desinteligência na residência, e depois saíram para a via, onde ele desferiu diversos golpes de faca na vítima.

Ele entrou na residência, pegou objetos e se evadiu em uma moto amarela não identificada.

Após diligências foi localizado e sendo questionado sobre o ocorrido veio a confessar a autoria do feminicídio.

Diante dos fatos foi dada voz de prisão ao autor pelo crime de feminicídio, conduzido até a Delegacia da Mulher onde o Delegado tomou ciência dos fatos e ratificou a prisão em flagrante delito, ficando o autor à disposição da Justiça.

 




%d blogueiros gostam disto: