DIG encontra irregularidades em postos de combustíveis

Policiais Civis da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí, em conjunto com agentes de fiscalização do IPEM/SP(Instituto de Pesos e Medidas) e da ANP (Agencia Nacional do Petróleo) realizaram uma ação conjunta para reprimir a venda ilegal de combustíveis e eventuais fraudes de qualidade e quantidade que poderiam estar sendo lesados os consumidores.

A operação policial teve inicio na manha desta quarta-feira onde os Policiais Civis da DIG e a fiscalização do IPEM e ANP diligenciaram inicialmente até a sede de um Sindicato em Jundiaí. A entidade possuía bomba de combustível destinada exclusivamente ao uso dos sindicalizados. No entanto, havia denúncia de que a prática não se limitava às autorizações existentes de venda e comercialização de combustível para público interno.

A fiscalização verificou que algumas normas de identificação das bombas estaria em desacordo com a legislação e ainda foram encontradas irregularidades quanto a quantidade de combustíveis fornecida aos consumidores, bem como infrações ambientais, razão pela qual o local foi devidamente interditado e os representantes serão oportunamente ouvidos para que prestem os esclarecimentos necessários para eventual imputação de natureza criminal e administrativa.

Na continuidade das ações policiais e de fiscalização, a DIG e os fiscais se deslocaram até o município de Itatiba para apurarem denúncia recebida por esta Especializada contra um posto de combustíveis localizado na Av. Dr. Mendel Steinbruch, onde foi constatado que a gasolina vendida estaria em desacordo com a legislação vigente, “adulterada”, onde a quantidade de etanol presente na gasolina testou para o dobro da quantidade permitida, sendo as bombas e o tanque de combustíveis lacrados e o proprietário preso em flagrante delito por crime contra a ordem econômica.

O detido após as formalidades legais realizada pela DIG foi conduzido até o Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista onde permanecerá à disposição da Justiça.

Novas diligências e ações de repressão a fraudes cometidas por postos de combustíveis irregulares serão desencadeadas pela DIG na região. Os consumidores que tiverem problemas podem fazer denúncias pelo telefone 181 ou no site da Delegacia Eletrônica. Clique aqui