Três candidatas a vereadoras de Jundiaí são impugnadas

O juiz eleitoral de Jundiaí, Grakiton Satiro Aragão, indeferiu as candidaturas de três mulheres que pretendiam disputar as eleições do dia 15 de novembro para a Câmara de Vereadores. A decisão atende pedido do promotor do Ministério Público, Fabiano Pavan Severiano, que encontrou irregularidades nas prestações de contas de campanhas passadas.

Até agora Jundiaí possuí 327 candidatos a vereadores aprovados para as disputas e 126 estão aguardando decisões da Justiça e do Ministério Público.

As candidatas que tiveram as suas inscrições indeferidas são a Pastora Arlete, do PTB, porque em 2016 ela participou de eleições.

A segunda indeferida é Thayrine Pereira, do PROS, que disputou as eleições em 2018 para deputada federal e não apresentou as contas de campanha conforme determina a legislação. A candidata disse que ficou surpresa com a impugnação e desconhecia a não prestação de contas, porque deixou tudo nas mãos de uma advogada.

A terceira candidata é Viginia Gonzalez, do PROS, também por irregularidades na prestação de contas da campanha de 2018 para deputada estadual.

Todos os 13 candidatos a prefeito de Jundiaí e os seus vices tiveram a inscrição aprovada pela Justiça Eleitoral.

Um candidato a vereador renunciou às disputas.