Itupeva leva atrações turísticas do Circuito das Frutas em Gramado (RS)

Com estande composto por painéis e filme que mostraram as belezas, cores e sabores da cultura, gastronomia, parques, passeios e da produção regional de frutas, Itupeva participou, através do Circuito das Frutas, da Feira Internacional de Turismo de Gramado, no Rio Grande do Sul (Festuris).

Com foco na retomada emergencial do mercado turístico, após a pandemia da COVID-19, a Festuris, realizada de 5 a 8 de novembro, chegou à 32ª edição, e teve como destaque nas palestras a volta das ações promocionais do turismo, direcionadas para agentes de viagens e operadores.

A turismóloga Rita Bonequini, Diretora de Turismo de Itupeva e Secretária Executiva do Circuito das Frutas conta que todos os protocolos sanitários foram adotados. “O Polo Turístico do Circuito das Frutas participou do evento com estande próprio para a divulgação regional do turismo do interior paulista. No nosso espaço, pudemos atender aos visitantes, com horário marcado, respeitando a capacidade de até cinco pessoas por vez. Disponibilizamos álcool em gel, o material foi todo digitalizado, podendo ser acessado pelo QR Code no celular, e o uso de máscara foi obrigatório. Tivemos todos os cuidados e orientações para mostrar com responsabilidade as belezas da nossa Região”, comenta Rita.

No estande, também atuaram Débora Frare, Técnica em Turismo, da Diretoria de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer, da Prefeitura de Morungaba; Rafaela Lourençon, Turismóloga, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, da Prefeitura de Louveira; e Caroline Duarte Biccarelli, Auxiliar Administrativo, da Secretaria de Cultura e Turismo, da Prefeitura de Itatiba.

Além de Itupeva, o Circuito das Frutas é composto pelas cidades de Atibaia, Indaiatuba, Itatiba, Jarinu, Jundiaí, Louveira, Morungaba, Valinhos e Vinhedo. Os municípios são ricos em cultura e turismo com alambiques, artesanato, restaurantes, propriedades rurais, parques, produção variada de frutas, tendo em destaque, o cultivo de uva, morango, caqui, goiaba, ameixa, pêssego, acerola e figo, entre outros atrativos. “A retomada dessas atividades, com cuidados, valoriza o trabalho de muita gente, e desenvolve a economia da agricultura e toda rede de serviços turísticos”, ressalta Rita.