Jundiaí firma parceria com o Ministério da Mulher e da Família

A Prefeitura firmou, nesta sexta-feira (5), três acordos de cooperação técnica com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) – o Programa Famílias Fortes, o Projeto Reconecte e a Campanha Acolha à Vida – com o intuito de impulsionar as políticas públicas já estabelecidas em Jundiaí para o fortalecimento das famílias, da saúde e da infância. Para a assinatura dos acordos, o prefeito Luiz Fernando Machado e gestores da Prefeitura receberam no Paço Municipal a secretária nacional da Família, Ângela Gandra Martins, que já esteve no Município em outubro de 2019, acompanhada de comitiva. Na sequência, os participantes realizaram também uma visita monitorada pelo Mundo das Crianças.

Para Luiz Fernando, as iniciativas fortalecem as políticas públicas da cidade. “Mais uma vez, Jundiaí sai na frente e confirma seu protagonismo na aplicação de boas relações institucionais em prol do fortalecimento de vínculos e das políticas públicas em benefício dos cidadãos. É motivo de muita alegria confirmar a sintonia entre o nosso trabalho e o da Secretaria Nacional. Somados a iniciativas como o programa Cidade das Crianças e olhar da Prefeitura à Infância, os acordos firmados trarão benefícios para toda a comunidade”.

Para o prefeito, novos acordos fortalecerão as políticas públicas da cidadeÂngela classificou Jundiaí como um Município amigo e parceiro da família. “Não conseguimos chegar às famílias brasileiras senão através dos Municípios e através da base, que é a Infância. E aqui em Jundiaí encontramos um governo que já investe em políticas públicas transversais neste tema. Aprendi muito aqui em minha última visita e parabenizo o prefeito pela preocupação em investir no alicerce para o pleno desenvolvimento social. Aqui em Jundiaí eu já me sinto em casa”, completou.

Acordos
O programa Famílias Fortes, que no Município estará vinculado à Unidade de Gestão de Assistência e Desenvolvimento Social (UGADS), tem foco no fortalecimento de vínculos familiares e o desenvolvimento de habilidades sociais, emocionais e cognitivas, como forma de redução da violência, isolamento social, melhora na interação familiar e no rendimento escolar, além da prevenção ao uso de álcool e outras drogas.

Já o Projeto Reconecte ficará vinculado à Unidade de Gestão de Educação com o propósito de fortalecer as relações sociais (e, principalmente, familiares), por meio de formas inteligentes de interação com as tecnologias.

Por fim, a campanha Acolha a Vida, voltada à construção de vínculos e diálogo social e familiar sobre temáticas transversais relacionadas à prevenção ao suicídio e à automutilação, será conduzida pela Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), que dispõe de serviço para este fim, como o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf).

Na oportunidade, os convidados também receberam informações sobre as iniciativas locais voltadas à família e à infância como os programas Cidade das Crianças e “Ruas de Brincar”, segundo lugar no Prêmio Boas Práticas em Políticas Familiares Municipais do MMFDH.

Comitiva fez também uma visita monitorada pelo Mundo das CriançasO vereador Douglas Medeiros avaliou os acordos firmados. “As assinaturas de hoje concretizam uma ponte que integra os governos federal e municipal e os Poderes Executivo e Legislativo, pelo bem e proteção à família”, disse.

A Deputada Federal Kátia Sastre fez correlação entre os investimentos em políticas públicas voltadas para as famílias e resultados na segurança pública: “Quando tratamos as crianças, a família, melhoramos lá na frente a segurança pública”, disse. A parlamentar destinou Emenda Parlamentar de 150 mil para promover os Programa Famílias Fortes e Campanha Acolha à Vida.
Participaram, ainda, os diretores da Secretaria Nacional da Família, Marcelo Couto Dias e Daniel Pereira; o ex-senador Magno Malta; o Assessor de Políticas de Direitos Humanos da Unidade de Gestão da Casa Civil, Paulo Fernando de Almeida; além de vereadores.

%d blogueiros gostam disto: