Unicamp elogia serviço de captação de órgãos de Jundiaí

No início deste mês a equipe da Comissão Intra Hospitalar de Transplantes (CIHT) do Hospital de Caridade São Vicente de Paulo (HSV) viabilizou a captação de órgão de um jovem de 19 anos, que foi vítima de acidente de moto. O trabalho da instituição foi elogiado pela Organização de Procura de Órgãos (OPO) e Tecidos do Hospital de Clínicas da UNICAMP.

Em carta assinada pelo Dr. Luiz Antônio da Costa Sardinha, médico coordenador da OPO, foi oficializado o apreço. “Agradecemos a equipe de profissionais da Semi Neuro envolvida na doação de órgãos do paciente. Ressaltamos que sua disposição e profissionalismo possibilitaram a efetivação desta jornada”, diz trecho do documento.

Durante a captação, outro médico especialista, o Dr. Ronaldo Honorato, da equipe do Instituto do Coração (InCor) de São Paulo, já tinha sinalizado a admiração e respeito pelo serviço realizado. “O São Vicente é um polo de entendimento da questão de doação, a CIHT facilita muito o nosso trabalho. A equipe é habituada com todo o processo, desde a abordagem da família até o transcorrer cirúrgico, isso permite que tenhamos bons órgãos para serem transplantados”, declara o especialista.

Em casos de doação de órgãos, o HSV realiza todo o processo junto à família, acompanhamento, acionamento dos serviços necessários e, principalmente, suporte psicológico. Há também de se fazer um preparo especial no paciente doador. Dentre esses processos, teste covid-19, manutenção do funcionamento dos órgãos para que não se perca o tempo de isquemia e demais medidas necessárias para garantir ou não o sucesso da captação e transplante.

Para que cada órgão seja retirado, mantendo sua integridade e funcionamento, equipes especiais são acionadas. A retirada obedece prioridades, sendo removidos inicialmente os órgãos com menor tempo de isquemia. Em geral os primeiros são coração e pulmões. A captação é muito importante e o processo é tido como bem-sucedido, quando o órgão passa a funcionar de forma efetiva no paciente que aguardava pelo transplante na fila do Ministério da Saúde.