Produtora cria projeto sobre o Tropicalismo

Falar sobre o que foi o movimento cultural brasileiro dos anos 60, Tropicália, é um dos assuntos que mais despertam a atenção e são objetos de estudo do professor e produtor cultural de Várzea Paulista Gabriel Cardoso. Falar publicamente para outras pessoas sobre essa paixão agora é possível graças à Lei Emergencial Aldir Blanc.

O objetivo da palestra é explicar para as novas gerações o que foi o movimento Tropicália – movimento cultural brasileiro que surgiu sob a influência das correntes artísticas da vanguarda e da cultura pop nacional e estrangeira entre os anos de 1967 e 1969. Palestras e oficinas acontecerão em formato online totalmente gratuitas e para participar basta acessar o link: https://meet.google.com/yyj-drjm-wrk

Para Gabriel, poder tirar este projeto do papel é a realização de um sonho. “Sempre tive um contato muito íntimo com a música, principalmente com o rock ou os Beatles, para ser mais específico. Isso me ajudou a abrir muitos mundos, foi num desses que encontrei a Tropicália.”

Gabriel resolveu, então, juntar a formação acadêmica com o que sempre gostou. Levou a ideia para sua esposa, Rafaela Souza Lima que topou e fez toda a produção. “|Juntos, conseguimos trazer uma equipe formada por profissionais de grande gabarito e que são da região.

Cada palestrante abordará um tema de uma vertente artística. Hoje, dia 17 de fevereiro, o tema é Literatura com o anfitrião Gabriel Cardoso. “Acredito que seja uma forma de mostrar a grande massa um pouco da rica cultura de nosso país e que atravessou fronteiras, mostrando ao mundo a riqueza da Brasilidade”, finaliza.

Veja abaixo cronograma completo de palestras:

24 de fevereiro e 3 de março: Artes visuais com o artista plástico Podre Flores;
10 e 17 de março: O ator, músico e professor Yuri Tofanetto faz uma abordagem sobre o Teatro e a Feira Paulista de Opinião;

24 e 31 de março: Tropicália e a música.

Texto de Amanda Sousa