Várzea Paulista triplica leitos de Covid-19

A Prefeitura de Várzea Paulista triplicou, na última quinta-feira (18), o número de leitos da ala específica para Covid-19 do Hospital Municipal Dr. Alcípio da Silva Oliveira Junior. Segundo o gestor municipal de Saúde, André Silva de Oliveira, aumentar essa quantidade de sete para 21 leitos, por meio de um aditivo feito no contrato da Prefeitura com a empresa cogestora do hospital, foi necessário para atender à crescente demanda de internações. “Já estamos com uma taxa de ocupação média superior a 90% desses leitos”, informa.

Segundo o gestor, três desses 21 leitos são de retaguarda para pacientes críticos e intubados, que estão no aguardo de vagas de UTI (unidade de terapia intensiva) em um dos hospitais de referência, como o São Vicente de Paulo, em Jundiaí, por exemplo. A regulação dos casos graves, que necessitam de UTI, é feita pelo sistema estadual, a CROSS (Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde), de responsabilidade da Secretaria Estadual de Saúde.

VAGAS DE UTI

A Prefeitura de Várzea Paulista está em busca de novos leitos de UTI para os varzinos. Há uma ação em andamento para um convênio da Prefeitura de Várzea Paulista com as  Prefeituras de Campo Limpo Paulista e Jarinu para a criação de dez leitos de UTI no Hospital Municipal de Campo Limpo Paulista, exclusivos para as três cidades. Os executivos das três cidades já estão alinhados e a legislação necessária já foi aprovada pelas Câmaras Municipais de Várzea e Jarinu, restando apenas essa mesma aprovação em Campo Limpo Paulista para fechar um importante passo dessa iniciativa inédita: a assinatura do convênio, por parte das três Prefeituras. Dessa forma, os leitos poderão ser criados o quanto antes.