Radares começam a funcionar com ‘multas educativas’ em Jundiaí

Desde a última quarta-feira (14), 12 radares começaram a aplicar “multas educativas” em motoristas que circulam por diferentes vias de Jundiaí. Os equipamentos de fiscalização eletrônica compõem uma campanha de conscientização que tem o objetivo de diminuir o número de acidentes com vítimas e mortes no trânsito da cidade. O trabalho é desenvolvido pela Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte (UGMT).

Os 12 radares só começam a multar a partir de 5 de maio, após a aferição do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). “Nesse primeiro momento, a ideia é chamar a atenção das pessoas, por meio da “multa educativa”, para a infração que elas cometeram. Assim, integramos o radar à campanha e só depois passaremos a autuar”, explica o gestor de Mobilidade e Transporte, Aloysio Queiroz. A receita arrecadada com a cobrança das multas de trânsito será aplicada, exclusivamente, em sinalização, engenharia de tráfego, de campo, policiamento, fiscalização e educação de trânsito, conforme prevê a legislação.

Outras fases estão programadas e novos equipamentos também entrarão em funcionamento em junho, julho, agosto e setembro – totalizando, ao fim, 59 pontos com radares na cidade. Todos os locais estarão devidamente sinalizados, para orientar o motorista. Além disso, lembra o gestor, todos os pontos – incluindo os locais cujos equipamentos passarão a funcionar nos próximos meses – podem ser consultados na página inicial do site da Prefeitura de Jundiaí.

Os radares instalados no município farão a fiscalização de excesso de velocidade, conversão proibida, avanço de semáforo e proibição de trânsito de veículos pesados. Atualmente, Jundiaí possui uma frota de 337 mil veículos (78% de automóveis, 16% de motos, 5% de caminhões e 1% de ônibus) e uma população de 423 mil pessoas – o que dá uma média de 1,2 veículo por habitante.

“A intenção da prefeitura é diminuir o número de acidentes e mortes no trânsito”, declara o gestor. De acordo com dados do sistema Infosiga do Governo do Estado de São Paulo, em janeiro e fevereiro de 2021 foram registrados 346 acidentes em vias municipais e em rodovias que cortam a cidade, com 15 óbitos (os dados de março ainda não foram disponibilizados). Em todo o ano passado, foram 2.093 acidentes com vítimas não fatais e 60 com vítimas fatais.

O aumento da fiscalização foi um dos pedidos do Comitê das Crianças de Jundiaí ao poder público local, propondo inclusive a instalação de mais radares. O Comitê é uma iniciativa estabelecida pelo Município após aderir à Rede Latino-americana – Cidade das Crianças, com o objetivo de dar voz ao público infantil.

Faixas e redes sociais
A campanha de conscientização dos motoristas é composta também pela colocação de 100 faixas de grande proporção e com mensagens direcionadas aos motoristas. Todas estão posicionadas em vias de grande circulação. Ao todo, são oito abordagens diferentes contidas nas faixas: respeitar o semáforo, o limite de velocidade, o ciclista, usar a seta, o capacete, a faixa de pedestre e não utilizar o celular enquanto dirige e escapamento barulhento.

A Prefeitura também prepara uma campanha nas redes sociais, com vídeos e postagens de alerta para a importância de respeitar as leis de trânsito e evitar imprudências. Essa ação está programada para ter início na próxima semana. Além disso, a UGMT já trabalha na organização da campanha Maio Amarelo.