Vigilante mata mulher a tiro, passa com carro sobre ela e se mata

O vigilante Cassiano Ferreira Oliveira, de 40 anos, morador no Horizonte Azul, na cidade de Itupeva, matou a tiro na madrugada desta sexta-feira (16) a supervisora Domingas Rodrigues Ferreira, de 43 anos, na rua Antônio Romera, na Vila São João, em Itupeva.

Uma testemunha presenciou tudo e relatou à Polícia Militar que o vigilante chegou em um carro, desceu do veículo com uma arma Taurus calibre 357 e foi em direção da mulher que estava na via. Cassiano apontou a arma para o pescoço da vítima e deu um tiro.

A mulher caiu ao solo e começou a sair muito sangue. Em seguida o autor do crime entrou em seu carro e atropelou a vítima.

A testemunha relata ainda que segundos depois o homem retornou e ficou gritando pelo nome de Domingas.

Em seguida o vigilante usou a mesma arma e deu um tiro no próprio pescoço.

Policiais militares do 11º Batalhão compareceram ao local e requisitaram a presença das equipes do serviço de ambulâncias da Prefeitura, para socorro do casal. No Hospital os médicos confirmaram as mortes.

O delegado do Plantão Policial de Itupeva, Tiago Vieira Oliveira, determinou a apreensão do veículo utilizado pelo vigilante no atropelamento, da arma dele e que fossem feitos exames necroscópicos pelo médico legista do Instituto Médico Legal (IML) de Jundiaí.

Cassiano foi marido de Domingas e não aceitava separação.