Financiamento coletivo quer apoiar jovens artistas de Jundiaí

Está aberto o edital “Espalha”, uma campanha de financiamento coletivo que tem o objetivo de apoiar projetos culturais e artísticos de jovens em Jundiaí e aumentar o acesso a essa produção, em especial nas periferias da cidade.

Em aproximadamente duas semanas após a abertura do edital, mais de 80% da meta de R$ 14 mil já foi alcançada. Até o momento, o financiamento coletivo já ganhou o apoio de cerca de 110 apoiadores, com doações nos valores de R$ 35, R$ 50 ou R$ 170. A campanha prossegue até o final de maio, através do link https://bit.ly/3u18Y2I.

O Espalha é uma iniciativa da produtora Tomada Cultural, coletivo Cultura Jundiahy e o Movimento Cardume. A campanha nasce em meio ao contexto da pandemia do Coronavírus, que prejudicou drasticamente o setor cultural, com artistas e produções paralisadas há mais de um ano.

Segundo o ativista cultural do Movimento Cardume, William Sanches, o “Grilo”, 29 anos, o Espalha tem uma característica única em Jundiaí pela sua pluralidade cultural, atendendo a qualquer projeto do campo da arte e cultura promovido por jovens de bairros periféricos e distantes da cidade.

“Estamos oferecendo uma ferramenta de apoio cultural que tenta corrigir algumas das falhas e negligências do setor cultural de Jundiaí, que concentra recursos e opções na região central da cidade, com políticas públicas elitizadas que não atendem a realidade da maioria”, declara Grilo.

Políticas públicas

O Edital Espalha é inspirado no Programa para Valorização de Atividades Culturais (VAI), criado em 2003 para apoiar financeiramente coletivos culturais da cidade de São Paulo, principalmente de regiões com precariedade de recursos e equipamentos culturais.

Em Jundiaí, o Espalha é uma promessa de campanha do Movimento Cardume, candidatura coletiva formada por Henrique Parra Parra Filho, Rosana Merigui e Juliana Martins, que obteve 4.256 votos nas eleições de 2020, sendo a quarta candidatura mais votada, não alcançando uma cadeira na Câmara Municipal por não atingir o coeficiente partidário.

“Estamos tornando realidade uma proposta de campanha, mesmo sem mandato, graças a força do coletivo”, declara Henrique Parra Parra Filho.

Henrique acredita que também é preciso criar novos modelos para contrapor a forma equivocada dos editais de Cultura em Jundiaí. “Queremos acesso ao orçamento de modo transparente, através de editais, para que os artistas de Jundiaí, especialmente os que estão na periferia, possam viabilizar seus projetos autorais”, declara.

Apoiadores

Para a produtora cultural, artista visual e tatuadora, Gislaine Cristina da Silva, a “Gi Real”, 41 anos, o formato plural e acessível para artistas da periferia faz total diferença entre os editais de cultura promovidos em Jundiaí.

“Os editais são algo que geralmente mais excluem do que incluem, e ter um edital com a proposta do Espalha é fantástico. A maioria dos editais culturais que são abertos em Jundiaí não atende uma galera que produz, que faz arte e que está na correria”, diz.

Gislaine também lembra que o orçamento da Cultura em Jundiaí fica abaixo de 1% do total do município, além de concentrar as realizações artistas na região central. “Jundiaí possui uma má distribuição de recursos culturais e o Espalha faz um contraponto a esta falha do município”, afirma ela.

A atriz e produtora cultural, Katia Manfredi, 42 anos, também reforça a importância de que o Espalha é uma chance para os artistas jovens e periféricos ocuparem um espaço que muitas vezes não conseguem em editais convencionais.

“Todos os artistas, de todos os lugares e idades podem ser uma grande potência criativa. Mas acredito que a juventude tem uma força inerente à idade, e os jovens da periferia tem uma vontade de se expressar e mudar as coisas que precisa ser respeitada, incentivada e visibilizada. O que eu espero é que tenhamos muitas inscrições, que essa galera tenha espaço para criar, mostrar suas obras e se sinta incentivada a pleitear outras oportunidades e ocupar outros espaços na cidade”, declara Katia, que faz parte do Tomada Cultural

ESPALHA!

https://www.catarse.me/espalhajundiai