Prefeitura de Campo Limpo faz ‘reciclagem’ para vacinadoras

Na tarde desta segunda-feira, 10, a Prefeitura Municipal convidou todos os profissionais de saúde e equipe de aplicação de vacina para uma reunião com o objetivo de reafirmar a confiança da administração pública no trabalho que vem sendo desenvolvido desde o início da vacinação, além de estreitar o laço entre os funcionários. O encontro contou com a presença do prefeito Dr. Luiz Braz. “Não podemos e não queremos sobrecarregar vocês, queremos ajudar, prestar apoio e acolher cada um de vocês, este é o nosso foco aqui.”

A reunião também discutiu os procedimentos que estão sendo adotados. Os vacinadores falaram sobre o trabalho e foi sugerida uma rechecagem na vacinação, dando mais tranquilidade a toda equipe, para manter a qualidade do serviço que vem sendo prestado. Só no sábado, foram aplicadas 862 doses da vacina.

A auxiliar de enfermagem que supostamente cometeu um erro ao aplicar a vacina trabalha há 17 anos na rede municipal de saúde e foi a primeira vez que foi escalada para o plantão de aplicação da vacinação contra a covid-19. Ela continua afastada do cargo, mas receberá todo o apoio necessário, inclusive psicológico, até que a investigação seja concluída porque não há nada que desabone o seu currículo até este momento enquanto servidora pública municipal.

Com relação ao erro, a Prefeitura está fazendo uma busca ativa de todas as pessoas que foram vacinadas durante o sábado no drive-thru das 8h às 10h, e todas as medidas necessárias serão tomadas para este público.

Sindicância

Conforme prometido, ainda no final de semana, a Prefeitura de Campo Limpo Paulista abriu uma sindicância interna para apurar o erro da vacinadora. Tudo está sendo apurado, também pela Delegacia de Polícia – já que houve registro de um boletim de ocorrência pela administração municipal.

Por conta da agilidade da equipe e fiscalização contínua, o problema foi identificado rapidamente e, antes mesmo que o paciente saísse do local de vacinação, foi chamado para tomar a dose de forma correta.

Importante frisar que a auditoria feita nos resíduos hospitalares demonstrou que o número de seringas encontradas é igual a quantidade de doses aplicadas no dia, exceto pela seringa que foi encontrada com o líquido dentro e enviada para a delegacia.

Outros vídeos

Novos vídeos têm surgido, demonstrando o procedimento da vacinadora Após perícia feita pela equipe técnica da Secretaria de Saúde, foi possível detectar que a vacinadora possui um “vício” de aplicação onde injeta e aspira o êmbolo, para se certificar do esvaziamento completo da seringa. Essa técnica não é permitida em manual de procedimento de aplicação de vacina e a equipe foi reorientada na tarde desta segunda, 10, em treinamento promovido pela Secretaria de Saúde.

Apesar do caso ainda estar em averiguação pela Prefeitura e Polícia Civil, acredita-se ainda que o fato ocorrido no sábado foi isolado e, em nada, compromete o desempenho da campanha de vacinação.