Mulher denuncia companheiro por agressões

Uma vigilante de 27 anos prestou queixa contra o marido, de 39 anos, na Polícia Civil de Louveira, na madrugada deste sábado (29).

Ele foi preso por lesão corporal, violência doméstica e ameaça de morte contra a vítima – conforme faca apreendida de 18 centímetros de lâmina, conseguida em cima da residência da vítima pelos integrantes da Guarda Municipal.

Segundo relato da vítima à delegada Rúbia Fleming, do Plantão Regional de Polícia Civil, o marido a levou a um estabelecimento comercial de Louveira junto com os filhos de 4 e 6 anos.

No restaurante ele ficou implicando com ela que queria que ingerisse bebida alcoólica. Houve discussão e eles voltaram para casa.

A mulher relatou ainda que durante a tentativa de fazer o filho de 6 anos dormir, o marido continuou discutindo com ela. A criança começou a chorar e o marido se armou com faca.

Ela se trancou no quarto com as crianças e diante da tentativa de arrombar a porta ela pulou a janela e saiu para a rua pedindo socorro.

Uma vizinha que não conhece a chamou para abrigá-la, quando o marido a agarrou pelos cabelos e passou a chutá-la e arrastou pela rua.

Ela conta que conseguiu se soltar, pegou os filhos e se escondeu na casa.

Outros vizinhos ligaram para a Polícia Militar e para a Guarda Municipal.

Os guardas de Louveira a socorreram até a Delegacia de Polícia Civil e encontraram a faca utilizada na tentativa de ameaça.

Já a Polícia Militar conduziu o marido até a delegacia, onde a delegada determinou a prisão em flagrante.

Em seu depoimento o marido disse que realmente insistiu para a esposa beber junto com ele no restaurante. Depois foram para casa e lá ele viu o telefone celular dela com mensagens de outros dois “amantes”.

Ele disse que tentou tirar satisfação, mas houve discussão e nega que tenha tentado qualquer coisa contra a esposa, sendo que se fosse assim estaria ferido com agressões dela.