Idosos sofrem em longa fila de banco em Jundiaí

Cerca de 500 aposentados e pensionistas que recebem benefícios do INSS em Jundiaí formaram uma longa fila na manhã desta segunda-feira (07) para ter acesso ao Banco Mercantil do Brasil.

A fila, registrada pelo leitor do “Jornal da Região”, Anderson Bernardes, começa na rua Rangel Pestana e desce a Siqueira de Moraes em direção da rua Marechal Deodoro da Fonseca, no Centro da cidade.

Ele disse que é impressionante a quantidade de gente e são poucos funcionários na agência bancária, para atender todo mundo. Só entram cinco clientes por vez.

Na semana passada o “Jornal da Região” já recebeu queixas de aposentados referente à fila do Banco Mercantil. Eles dizem que precisam fazer o recadastramento da Previdência, a famosa “Prova de Vida”, senão vão poder os seus benefícios.

A Associação Nacional dos Aposentados já sugeriu ao INSS para que mude a forma como é feita a prova de vida. Como os cartórios fazem notificação por meio de certidão de óbito, o órgão do Governo Federal poderia utilizar esses registros para saber quem está vivo e quem morreu.

Um leitor comentou que pela demora no atendimento na agência bancária muita gente só vai sair da fila à noite.

O leitor Anderson comentou que muitos aposentados estão sentados nas calçadas, por causa do estado de saúde. Alguns deles têm dificuldades de locomoção, mas precisam ficar na fila porque precisam do benefício para comprar medicamentos e alimentos.

Também há queixas de fila enorme na outra agência do Mercantil localizada na rua Vigário J J Rodrigues.

“É desumano o que estão fazendo”, comentou outro leitor. Segundo ele o Ministério Público de Jundiaí poderia fazer algo, exigindo a distribuição de senhas ou agendando horários de atendimento.