Ladrões que atacaram mulher em Jundiaí são soltos

Os quatro homens que atacaram uma mulher de 66 anos na rua Culto à Ciência, na Chácara Urbana, em Jundiaí, na manhã de quinta-feira (17) foram presos pela Guarda Municipal de Cajamar, mas liberados pela Polícia Civil, após “prestarem depoimento”.

A vítima, que sofreu fratura da mão ao resistir a sequestro, foi levada pela Guarda de Cajamar até a Delegacia de Polícia onde reconheceu um dos indivíduos como sendo o responsável por agarrá-la na calçada, ao lado da Escola Bispo Dom Gabriel (antigo Instituto).

A Guarda Municipal de Cajamar prendeu os indivíduos antes mesmo de saber da ocorrência de Jundiaí.

É que na quarta-feira (16) os quatro homens atacaram uma professora no bairro do Guaturinho, levando o veículo dela, um UP.

Como houve cerco da GM na quarta-feira, o carro e a vítima foram abandonados.

O comando da GM de Cajamar orientou as equipes a buscarem pelo Ford Ka pelo município.

Durante a tarde de quinta-feira os guardas localizaram o carro suspeito passando pela Avenida Tenente Marques, no Polvilho e houve a abordagem.

Dentro do veículo havia maquinha de cartão com várias transações de possíveis vítimas de sequestros pela quadrilha.

O carro usado pelo bando era alugado de uma empresa de Minas Gerais.

Durante a ocorrência chegou a mensagem no grupo de WhatsApp das Guardas Municipais da ocorrência de Jundiaí e as informações batiam com os suspeitos detidos pela GM de Cajamar.

Os quatro envolvidos na tentativa de sequestro da moradora de Jundiaí são da cidade de Santana de Parnaíba.

A Polícia Civil de Cajamar ouviu a vítima de Jundiaí e os quatro os envolvidos, liberando-os em seguida, com o caso sendo encaminhado à Justiça.