Associação Comercial espera aumento de 4% nas vendas

As vendas de Dia dos Pais de 2021 tendem a ser 4,3% melhores do que em 2020, segundo pesquisa realizada pelo Instituto de Dados da Associação Comercial Empresarial (ACE) de Jundiaí.

A previsão de crescimento leva em consideração os dados históricos observados e confirma o processo de recuperação econômica que vem ocorrendo desde maio de 2021.  “Estes dados nos dão a esperança de que a economia e a vida das pessoas estão voltando à normalidade. Acreditamos que a tendência é de dias melhores nos próximos meses”, afirma o presidente da Associação Comercial Empresarial (ACE) de Jundiaí, Mark William Ormenese Monteiro.

A pesquisa do Instituto de Dados da ACE foi realizada de 21 a 24 de julho e ouviu 736 pessoas nas principais vias do Centro e de regiões comerciais como Vila Hortolândia, Vila Arens, Ponte São João e região do Maxi Shopping e Jundiaí Shopping.

Do total dos entrevistados, 60,6% declararam que irão comprar presentes no Dias dos Pais (sendo que 2,2% já compraram). “Os consumidores estão mais otimistas, seis a cada 10 pessoas pretendem presentear os pais”, diz Mark.

A pesquisa apontou que houve melhora na confiança do consumidor, reflexo do avanço da vacinação, que em julho atingiu a marca de 50% da população do Estado vacinada com a primeira dose. Também houve leve queda do isolamento social da população “Representa mais pessoas nas ruas, com menos medo e dispostas a fazer compras, o que reflete diretamente nos bons números do varejo.”

Presentes mais citados

Dos entrevistados pela pesquisa da ACE, 38,9% pretendem comprar roupas, 27,4% sapatos, 5,4% eletrônicos. O restante respondeu opções como artigos para casa, beleza e saúde, construção e ferramentas, bebidas e acessórios, livros, artigos esportivos.

Em relação ao tíquete médio, das pessoas que declararam que pretendem comprar, a maioria tem a intenção de gastar entre R$ 100 e R$ 500 (67,4%).

Os entrevistados que afirmaram que não pretendem comprar presente justificaram que o pai já é falecido (57,6%).

Formas de Pagamento

Em relação à forma de pagamento, a maioria (77,9%) declarou que pretende pagar à vista, sendo 54,4% em dinheiro e 23,5% no cartão de débito. Outras formas citadas são: cartão de crédito (21,6%), carnê ou crediário (0,2%) e Pix (0,2%).  Das pessoas que pretendem parcelar, seja em cartão de crédito ou carnê/crediário, a maioria (81%) pagará em duas parcelas.

A pesquisa completa pode ser conferida no link: https://www.acejundiai.com.br/instituto-de-pesquisa-pesquisas-realizadas/

O Instituto de Dados da ACE foi lançado em dezembro de 2020. O objetivo é realizar estudos, com análises e interpretações de dados que possam indicar quais as melhores práticas e tendências do mercado e com isso orientar a tomada de decisões e identificar oportunidades para melhorar os negócios de empreendedores do município.