Polícia prende acusado de matar comerciante em Jundiaí

Policiais militares da viatura 49.130 prenderam, no bairro do Vista Alegre, em Jundiaí, um jardineiro de 51 anos acusado de ter matado o comerciante Ronaldo Dias da Rocha, de 40 anos, na Avenida Geraldo Azzoni, no bairro do Rio Acima.

A prisão ocorreu na madrugada desta terça-feira (03).

O crime ocorreu por volta das 21 horas de segunda-feira (02), quando a vítima retornava para casa em sua Montana.

Pelas imagens de câmeras de monitoramento de alguns comércios da região, policiais observaram a presença de um Siena atrás da Montana do comerciante.

Em conversas com populares, contaram que o dono desse Siena tinha tomado bebidas com o dono do bar minutos antes.

Tanto a vítima, quanto o acusado, tinham brigado recentemente, porque o jardineiro não concordava com os valores de uma dívida. Achava que tinha quitado tudo o que devia no bar de Ronaldo.

Os policiais conseguiram localizar o Siena no bairro do Vista Alegre e conduziram o até então suspeito para o Plantão Policial, na Avenida Nove de Julho.

Em depoimento para policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e delegado Rodrigo Lima Leite Carvalhaes, o jardineiro disse que viu um homem sair do matagal e atirar no comerciante.

O delegado não acreditou na história, porque, como um homem sairia do matagal e conseguiria atirar justamente na vítima, com o carro em movimento e na maçaneta do veículo.

O autor já possuí passagem criminal por outro homicídio.

A arma do crime não foi localizada.

As imagens das câmeras mostrando o Siena seguindo a Montana foram apreendidas como provas para o Tribunal do Júri de Jundiaí.

O jardineiro foi encaminhado para o Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista.

O corpo de Ronaldo foi recolhido pelo Serviço Funerário Municipal ao Instituto Médico Legal (IML), para exames necroscópicos, devendo ser liberado à tarde para sepultamento.