Mais três pessoas são vítimas de golpes pelo OLX

O Plantão Policial de Jundiaí não para de receber queixas de moradores da cidade que foram vítimas na compra de veículos por meio do site OLX.

A primeira vítima relata que pagou R$ 4.500,00 por uma moto e, quando deveria receber o veículo, descobriu ter caído em golpe.

Ela disse ao “Jornal da Região” que acreditou que estava comprando moto de pessoa honesta, porque o suposto vendedor se identificou como sendo um guarda municipal.

Recentemente o “JR” mostrou o caso de um morador do Vetor Oeste. Ele pagou a golpistas a quantia de R$ 26 mil – que havia juntado para comprar um carro.

A vítima pretendia adquirir um HB 20 pelo mesmo OLX e depois de fazer a transferência ficou sabendo que havia um “intermediário” no meio da negociação que não repassou a quantia ao verdadeiro dono.

O golpista se apresentou como soldado da Polícia Militar de Jundiaí, passando número de funcional para ser consultada no Batalhão.

Neste ano o jornal mostrou também os casos de outros dois compradores de motos que só descobriram que caíram em golpe quando foram até o Cartório da Vila Arens para fazer a transferência.

Golpe de R$ 160 mil

O último caso é mais impressionante. O golpista copiou os dados e fotos de uma Ford Ranger de um empresário de Jundiaí, que era anunciada pelo OLX por R$ 195 mil.

O ‘golpista-intermediário’ achou uma vítima em Curitiba, interessada na caminhonete. Ele ‘ofereceu’ o veículo como uma ótima oportunidade de negócio por R$ 160 mil.

Para a vítima, o golpista explicou que receberia o veículo como parte de pagamento de uma venda de imóvel.

Como o morador de Curitiba exigiu ver a caminhonete, o “intermediário” mandou procurar o verdadeiro dono, mas não era para falar dos detalhes do negócio.

Para garantir a compra do veículo, foram feitos alguns depósitos. Mas na hora de manter contato com o verdadeiro dono, os dois descobriram que estavam caindo em golpe.

A partir daí todos foram para o Plantão da Polícia Civil e com apoio do delegado foram solicitados aos bancos envolvidos os bloqueios das transferências.

Acúmulo de BOs

O investigador Júlio, do 4º Distrito Policial em Jundiaí, disse que neste ano estão acumulando boletins de ocorrências de golpes na compra e venda de veículos por meio do OLX.

O delegado do 4º DP, Paulo Sérgio Martins, tem orientado os compradores de veículos a não depositarem nada, até ter certeza de que estão negociando com o verdadeiro proprietário.

Como a transferência de documentação deve ser feita a partir de reconhecimento de firma no Cartório de Registros, é aconselhável muita cautela na transferência de valores. Às vezes, o ‘barato’ sai caro.

Conheça o Golpe do Intermediário

%d blogueiros gostam disto: