Leitores reclamam que não conseguem agendar vacinação

Muitos leitores do “Jornal da Região” enviaram reclamações de que não conseguem fazer agendamento para vacinação contra a Covid-19 no site da Prefeitura de Jundiaí.

Há duas semanas a Prefeitura mudou o sistema para quem não conseguiu fazer agendamento na data da faixa etária, para o sistema de “Repescagem” das quintas-feiras.

Nas últimas duas quintas, leitores relataram que foram colocadas à disposição 600 doses e elas se esgotaram em apenas um minuto.

Uma comerciante disse que vem tentando agendar a vacina para dois funcionários e não tem conseguido. Uma mãe disse que vem tentando agendar para dois filhos. Outro leitor de 42 anos disse que não conseguiu agendar desde a época que foi colocada para a sua faixa etária.

A Prefeitura de Jundiaí respondeu, nesta semana, ao “Jornal da Região, que precisa de 42 mil doses para atender as faixas etárias programadas pelo Governo do Estado. Mas um dos problemas segundo o governador João Doria, foi o corte no número de doses pela metade por parte do Ministério da Saúde, que considerou que São Paulo estava “avançada” em relação aos demais estados do País.

Faltam doses

Com entregas insuficientes de doses pelo Governo do Estado de São Paulo, Jundiaí corre o risco de não cumprir o calendário de vacinação contra COVID-19 estabelecido de forma estadual.

As últimas 20 mil doses entregues, na última terça-feira (10), são suficientes apenas para o público até 22 anos.

Para contemplar toda a população acima de 18 anos, a cidade precisa de 42 mil doses de vacinas contra a COVID-19.

Segundo dados da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), a cidade contabiliza 39,7 mil pessoas entre 18 a 24 anos, sendo que, 6,6 mil já receberam as aplicações a partir de outros grupos como pessoas com comorbidades e pessoas com deficiência.

Ainda restam outras 9 mil pessoas entre 25 a 27 anos pendentes da recepção da primeira dose.

Mobilizada, a gestão municipal tem encaminhado ofícios permanente aos órgãos responsáveis solicitando acréscimo no quantitativo.

No entanto, até quarta-feira (11), não houve sinalização de grade extra para o atendimento à população jundiaiense.

“Periodicamente notificamos o Estado sobre a necessidade de ampliar o quantitativo de vacinas. Se não recebermos 42 mil doses nesta semana, ficaremos atrasados em relação ao calendário estadual”, detalha o gestor da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) Tiago Texera.

Das 423.006 pessoas residentes estimadas na cidade, 65,34%, de acordo com dados do site Vacina Já, do Governo do Estado, na quarta-feira (11), já receberam ao menos uma das doses. No total foram aplicadas 376.649, sendo 265.216 em primeira dose, 100.236 em segunda e 11.197 em dose única.

%d blogueiros gostam disto: