Pais não devem confiar 100% nas cadeirinhas de supermercados

O leitor do “Jornal da Região”, Leandro Souza, enviou fotos de cadeirinhas para bebês de um supermercado da cidade de Várzea Paulista. Ao colocar o filho no “melhor” assento, descobriu que as braçadeiras de encaixe não funcionavam. Nesta semana uma leitora do “Jornal da Região” relatou que seu bebê de 2 anos caiu de cadeirinha de supermercado enquanto sacava dinheiro no caixa eletrônico. A criança teve de ser levada de ambulância para o hospital porque bateu a cabeça no chão.

Segundo o leitor Leandro, depois de tentar várias cadeirinhas, ele acabou desistindo de utilizar os equipamentos e considera um grande risco para as crianças.

O delegado Ruiter da Silva, titular da Polícia Civil em Várzea Paulista, disse que todos os pais que se sentirem prejudicados podem elaborar Boletim de Ocorrência que haverá investigação, quando ocorrer alguma lesão ou dano.

O delegado disse ao “JR” que vai apurar a denúncia da mãe que teve bebê que sofreu acidente durante a semana, em Várzea Paulista.

Em Cabreúva já ocorreu caso de bebê ter caído da cadeirinha de carrinho de um supermercado e veio a óbito. Portanto, os pais não devem confiar 100% nesses equipamentos.

O leitor Leandro disse ter feito as compras no supermercado o tempo todo com o seu bebê no colo, por questão de segurança.

%d blogueiros gostam disto: