Concessionária AB Colinas recicla uniformes e transforma em cobertores

A responsabilidade e o compromisso socioambiental que a AB Colinas adota em suas ações apresentaram um resultado muito significativo neste ano. Ao finalizar a reciclagem dos uniformes antigos antes usados por seus colaboradores, a empresa atingiu a marca de 4,7 toneladas desses materiais que foram recicladas. Iniciado em 2016, o projeto apresenta uma média de 783 quilos de uniformes reciclados por ano.

Com essa ação, a empresa também atingiu outros dois números expressivos. Ao retirar esses uniformes de circulação, os transformando em cobertores, a AB Colinas evitou que 70 toneladas de CO2 fossem emitidas, causando um grande impacto positivo ao meio ambiente. Além disso, essa reciclagem poupou a ocupação de 35m³ do aterro sanitário.

De acordo com o especialista em meio ambiente da AB Colinas, Gabriel Rosa Sette, essa ação realizada pela empresa tem como resultado efeitos muito significativos para todo o meio ambiente. “Quando evitamos a emissão de 70 toneladas de Dióxido de Carbono (CO2), que é o principal gás responsável pelo efeito estufa, nós damos uma contribuição extremamente importante para evitar o aquecimento global. Evitar que esses resíduos sejam enviados para um aterro sanitário, além de aumentar sua vida útil, é uma ação ambientalmente correta, que proporciona o aumento da eficiência no uso dos recursos naturais pela sociedade, por meio da reciclagem”.

Segundo Sette, para produzir um cobertor novo, a indústria necessita de várias etapas, que vão do plantio do algodão até o envio do produto ao consumidor final. “Ao contribuir para a produção de cobertores reciclados, a AB Colinas possibilita que muitas dessas etapas não aconteçam, e é por isso que é possível evitar a emissão dessa grande quantidade de CO2”.

Além de contribuir com a preservação do meio ambiente, essa reciclagem também tem importante papel social junto as 17 cidades que estão no trecho de concessão da AB Colinas. Nesses seis anos a concessionária conseguiu reunir 6.190 cobertores que ajudaram a aquecer o inverno de pessoas em situação de vulnerabilidade, já que todo esse material foi doado ao FUNSSOL desses municípios.

Parte dos uniformes usados pelos colaboradores da AB Colinas que foi para reciclagem. Foto: Divulgação/AB Colinas

Compensação

De acordo com o cálculo realizado pelo Inventário de Emissões por Veículos Rodoviários do Ministério do Meio Ambiente (2013), um veículo movido a etanol emite 0,208 quilos de CO2 por quilômetro percorrido. Com base nesse número, as 70 toneladas de Dióxido de Carbono que a concessionária evitou que fossem lançadas no meio ambiente servem para compensar o CO2 emitido por um veículo da empresa, movido a etanol, depois de percorrer 336.538 quilômetros. 

Mudança climática

A redução na emissão do CO2, como acontece no trabalho realizado pela AB Colinas ao reciclar os uniformes, é uma das principais recomendações apresentadas no relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), órgão da ONU (Organização das Nações Unidas), divulgado na segunda-feira, dia 9 de agosto.

No relatório, que pela primeira vez quantifica a responsabilidade das ações humanas no aumento da temperatura na terra, o órgão afirma que se não houver forte e profundaredução nas emissões de CO2 e outros gases de efeito estufa, o aquecimento global será ultrapassado de 1,5°C a 2°C ainda neste século. Somente reduções fortes e sustentadas na emissão de dióxido de carbono e outros gases podem limitar as mudanças climáticas, que podem levar até 30 anos para que as temperaturas se estabilizem.

Com informações da assessoria de imprensa

%d blogueiros gostam disto: