Jundiaí aplicou 30 mil doses de vacina suspensa pela ANVISA

A Prefeitura de Jundiaí,  por meio da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), informa que a cidade recebeu do Programa Nacional de Imunização (PNI), no dia 15 de julho, 24.180 doses de vacinas Coronavac provenientes do lote J202106033 e, em 2 de agosto, 11.550 doses do lote 202106039 que tiveram o uso suspenso pela Anvisa, no sábado (4).

Desse quantitativo, 30.582 foram aplicadas na cidade, restando 5.148 em estoque, que será armazenado no aguardo de novas orientações dos órgãos responsáveis.

A suspensão não afetará a vacinação realizada na cidade, que tem aplicações determinadas para a próxima terça-feira (7), em segunda dose.

Preventivo

A medida,  segundo os órgãos responsáveis pela distribuição e fabricação,  é preventiva,  já que o imunizante é seguro e atestado pela  Anvisa e Organização Mundial da Saúde (OMS).
Ainda segundo nota do Instituto Butantan, foi o próprio Instituto que, por compromisso com a
transparência e por extrema precaução, comunicou o fato (envase realizado em unidade Sinovac não vistoriada pela Anvisa) à agência, após atestar a qualidade das doses recebidas. Isso garante que os imunizantes são seguros para a população.

Em Jundiaí,  assim como estabelece o Programa Estadual de Imunização (PEI), todas as aplicações são monitoradas e registradas em sistema. A qualquer ocorrência adversa,  a população deve procurar qualquer equipamento de Saúde, seja Unidade Básica de Saúde ou serviço de Urgência e Emergência, mais próximo para registro da ocorrência e cuidado necessário.  Vale lembrar que, até o momento,  não há registro de ocorrência adversa em pessoas que tenham recebido as doses dos lotes suspensos preventivamente.