Guarda prende homem por estupro no Centro de Jundiaí

Guardas municipais de Jundiaí prenderam, na madrugada desta segunda-feira (13), um homem de 42 anos, acusado de tentar estuprar mulher de 40 anos, na Praça Dr Domingos Anastácio (na esquina das ruas Dr Torres Neves com a Rangel Pestana), no Centro da cidade.

De acordo com os guardas Bezerra e Ferraz, eles foram informados de que a equipe do Centro de Operações Táticas (COT) com câmeras havia flagrado um homem estuprando mulher desacordada na praça.

Os agentes foram até o local e o autor já não estava mais. A mulher continuava desacordada.

Com as características do autor os guardas passaram a fazer buscas e, na Praça da Catedral, na rua Barão de Jundiaí, o localizaram e deram voz de prisão.

A guarda municipal Ferraz disse que ficou prestando atendimento à vítima do estupro, até a chegada de uma viatura do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Os socorristas conduziram a mulher para o Pronto Atendimento (PA) do Hospital São Vicente de Paulo.

O autor tentou se defender, alegando que conhecia a vítima.

A equipe médica do Hospital São Vicente relatou que a mulher não conseguia se comunicar.

Uma enfermeira do Hospital relatou aos guardas que a vítima falava coisas desconexas e, não sabia que tinha sido estuprada.

Os guardas municipais encaminharam ao delegado Tiago Vieira Oliveira as imagens do ato, gravadas pelas câmeras de monitoramento da corporação.

Pelas gravações é possível ver o autor se aproximando da vítima desacordada, começou a acariciar a mulher, abaixou a calça da vítima e em seguida abaixou a sua bermuda. Depois, se esfregou na vítima.

Ele disse que desistiu de praticar o ato sexual devido mau cheiro da vítima e que tentou acordá-la, sem sucesso.

O autor disse que já teve relações com a vítima anteriormente e achou que ela não se importaria.

A mulher, ao recobrar a consciência, disse que não conhecia o autor. Também não sabia que tinha sido estuprada.

O autor tem residência fixa em Jundiaí.

O delegado Tiago requisitou à Justiça a Prisão Preventiva do acusado, com o encaminhamento dele para a Cadeia de Campo Limpo Paulista.

A vítima relatou à Polícia Civil que é moradora de rua em Jundiaí e tem um companheiro fixo.

Ela contou que na noite de domingo ingeriu bebida alcoólica e brigou com duas mulheres, também moradoras de rua, ficando ferida e desacordada.

Ela não se recorda de nada.